Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Ideias/Dúvidas/Questões Gerais presentes no forum

Ideias/Dúvidas/Questões Gerais presentes no forum  

Local de discussão do projecto “Bracarae”!

Ideias/Dúvidas/Questões Gerais presentes no forum

Mensagempor Meireles88 » sábado dez 08, 2012 6:53 pm

Serve o mesmo para começar a sintetizar as Ideias/Dúvidas/sugestões que forem aparecendo no fórum e posteriormente enviar às entidades competentes.
Caso alguma ideia/dúvida/sugestão esteja em falta enviem por favor uma mensagem pessoal a referir a mesma ou o tópico onde a mesma está. Podem sempre no respectivo tópico dar um BUMP à ideia/dúvida/sugestão mencionando a falta da mesma neste tópico. Este tópico mantém-se trancando de modo a manter isto organizado da melhor maneira.


#################################### Dúvidas ####################################

:arrow: TUBiclas - CMB
1- Porque foi este magnífico projecto abandonado? Porque não volta a ser reactivado? Dada a conjuntura económico-financeira que nos encontramos seria certamente uma mais valia para todos os munícipes!

:arrow: Projecto BikeSharing- CMB
1-Em que estado está este projecto? Foi cancelado ou há data para começar-se a ver alguma movimentação nas ruas?

:arrow: Rio Este- CMB
1-A plataforma que servirá de ciclovia de lazer/via pedonal passará debaixo da ponte da Avenida da Liberdade(Ponte de São João):
1.1-Qual será a distância entre a plataforma e o arco da ponte?
1.2-Quando o Rio Este tiver uma cheia, ficará a plataforma submersa e/ou resistirá??

2-A mesma ciclovia de lazer/via pedonal será prolongada até que local do lado Este(INL)(uma vez que neste momento inicia/termina na zona das piscinas)? Se a resposta for negativa, porque não extender a mesma até aos campos desportivos da rodovia e consequentemente até à já existente ciclovia de lazer que liga o Hotel de Lamaçães ao Holmes Place?

3-A largura do passeio é suficiente para nela passarem 2 bicicletas + 1 pessoa de forma segura respeitando as normas de segurança(Ler:

página 8 e 9, só 2,5metros é preciso para 2 vias de bicicletas!)?

4-A ciclovia/via mista passará como na Av. 31 de Janeiro? Atravessará a mesma ao mesmo nível? Existirão aqui mais uns semáforos ou será só uma simples e insegura passadeira para peões+bicicletas?

5-A via será videovigiada ou terá a presença de policiamento constante? Ou policiamento durante o dia e videovigilância à noite? Se não, que segurança terá então a via para quem nela circula?

:arrow: PEB- CMB
1-Que tipo de obra/restauro vai sofrer o PEB?

#################################### Ideias && Sugestões ####################################


[/color]

:arrow: Vias Cicláveis
1- Criar vias cicláveis para todos aqueles munícipes e/ou turistas que pretendem usar a bicicleta como meio de transporte! Quem usa a bicicleta muitas vezes o faz por poder chegar com muita proximidade e facilicade ao local de destino.

2- Criar estacionamentos em locais com vigilância/videovigilância e preferencialmente correctos de tipologia sheffield. Ter em atenção que os estacionamentos devem ser colocados em locais próximos dos serviços (por norma à porta dos mesmos).

:arrow: Ligação Bom Jesus-Sameiro
1-Criar um ascensor que ligasse o Bom Jesus e o Sameiro mas com um mecanismo idêntico ao do bom jesus ou seja: as "carruagens" (não sei se e o termo certo) terem ambas um deposito que a que estava no Sameiro se enche-se com agua e faria puxar o que estava no Bom Jesus. quando chegasse ao fim despejava a agua para um deposito e era "sugada" para o deposito no Sameiro.

1.1-Uma réplica do primeiro "Comboio" citadino de Braga seria a melhor forma de os ligar, ou uma réplica da composição que fazia a ligação do centro ao Bom Jesus, era também a melhor forma de dar valor ao património e às memórias da nossa cidade, que têm sido tão desprezadas

1.2-Um Teleferico a sair do parque do bom jesus em direcçao ao sameiro (podia parar na zona do lado equerdo dos escadorios apra quem sobe.)Imaginem que a montanha iria ser subida na lateral! ou seja, as pessoas iam ter vista fantastica sobre a cidade!
opçãoTeleférico1:
Imagem
opçãoTeleférico2:
Imagem

1.3-comprar 2 electricos antigos à STCP ( eles estao a desfazer-se deles) e criar la uma linha tipo em sintra ( junto à estrada )

2-Promover e apoiar, junto das respectivas confrarias, uma ligação entre o Bom Jesus e o Sameiro, por exemplo entre a zona onde partiam os cavalos até ao Restaurante Raul, através de um eléctrico/tram/metro de superfície. Um turista que venha visitar Braga e queira ir ao Sameiro passando pelo Bom Jesus não tem como fazê-lo senão a pé.

3-Colocação de placas informativas para quem se desloca a pé em ambos os locais.

4-Reintrodução de espécies e a identificação das mesmas, com uma espécie de entrada no parque ecológico, com postos no Sameiro, Bom Jesus e Falperra, com mapas dos trilhos, visitas guiadas e em grupos, e mapas com identificação das espécies existentes no Parque, podia ser uma das formas de rentabilizar toda aquela mata, aumentando assim a sua utilidade para a cidade, e diminuindo a pressão imobiliária na zona, que está a levar à sua destruição. Aproveitando também as valências criadas pela UM.

5-Aumentar a requalificação da mata do Bom Jesus em direcção ao Sameiro, pois a zona sul da Mata do Santuário está muito abandonada e desaproveitada.

6-Modernizar as lojas de recordações e apoiar o artesanato, doçaria local, etc... que se vendem nas mesmas, se observarmos com atenção vemos que estas lojas são as mesmas que existiam há 30 anos, e como é óbvio perderam o seu valor... Assim como os dois cafés que envolvem o Lago do Bom Jesus.

7-A introdução de novos restaurantes, mas também de novos hoteis e cafés não pode ser descorada, sobretudo se tivermos em conta que existem edifícios completamente abandonados no santuário do Bom Jesus, nomeadamente o que está no topo do elevador e ao lado do hotel do elevador.

8-Revitalização dos hortos que se encontravam ao longo do escadórios do Bom Jesus.

9-Um misto de investimento privado com benefícios e requalificações como moeda de troca, obrigação da CMB sobre a confraria para manter o Santuário recuperado (e não as intervenções de 50 em 50 anos que se observam neste momento, com a Igreja, Escadórios e Capelas completamente degradadas), classificação do Bom Jesus como Património da Humanidade, e a interligação com o Sameiro e valorização deste como ponto turístico, devem ser algumas formas de acção para potenciar todo o valor turístico desta zona.

:arrow: Largo Carlos Amarante
1-Colocação de semáforos na Rua de São Lázaro de modo a permitir a circulação em ambos os sentidos.
2-Abertura aa Rua do Corvo ao trânsito automóvel de modo a permitir uma melhor circulação no Largo Carlos Amarante.
3-Inverter o sentido do trânsito da Rua do Anjo

:arrow: Rua D.Pedro V
1-Colocação de Sinalização Vertical informando que a via é ciclável.
2- Colocação de sinalização horizontal à semelhança do que foi feito na Rua de São Victor(BUS) + informação sobre a via ser ciclável.
3- Fazer respeitar as regras de estacionamento na mesma Rua pois o incumprimento das mesmas(proibição de estacionar na Rua durante o dia) faz com que esta se torne caótica.

:arrow: Rua Nova de Santa Cruz
1- Colocação de Sinalização Vertical informando que a via é ciclável.
2- Colocação de sinalização horizontal à semelhança do que foi feito na Rua de São Victor(BUS) + informação sobre a via ser ciclável.
3-Supressão de passeio na zona dos Bares criando um corredor BUS(via ciclável) e fazendo os peões circularem pelo passeio existente e coberto do mesmo lado!

:arrow: Campo das Hortas
1-Criação de uma via ciclavél.
Imagem

:arrow: Confraria do Bom Jesus
Criação de um espaço no parque com as condições necessárias para a manutenção de cavalos de modo a voltarem a existir os passeios a cavalo com a devida segurança e higiene.

:arrow: Confraria do Sameiro
1-Criação de um miradouro de nível Mundial, com evocação religiosa.
2-A zona avistada bem identificada por mapas e representações, as cidades ibéricas e europeias mais importantes com as suas direcções assinaladas, referências aos monumentos e locais museológicos, culturais, etc... mais importantes.
3-Venda de produtos tradicionais do Minho.

:arrow: Rua Dom Paio Mendes
1-Colocação de bancos vermelhos(semelhantes aos da Avenida Central)
2-Proibir completamente o estacionamento nesta Rua.

:arrow: Cruzamento Rua 25 de Abril com a Rua Marcelo Pires
Imagem
A entrada para hospital e parques deveria ser uma espécie de portagem com tabuletas em cima ( como tem ao cimo da rua 31 de janeiro a indicar as saidas para as várias ruas)
A igreja iria perder um bocado de terreno, mas facilitaria a circulação na zona.

:arrow: Rua do Caires
Imagem
Roubar algum estacionamento naquela zona para paragem de URBANOS e INTERURBANOS ( que muitas vezes param no meio da via)
E mais a frente para cargas e descargas.
Esta rua do Caires merecia praticamente um Policia municipal destacado por dia, para manter a ordem no estacionamento.
Toda esta rua deveria ter parquimetros, sendo que so deveriam pagar apos 15 min de estacionamento

Imagem
Alargando a linha desenhada a verde daria espaço para mais estacionamento no interior da linha.
E a zona em frente aos CTT poderia ser também reorganizada com meia duzia de lugares de estacionamento rápido.
facilitaria imenso quem vai aos CTT.

:arrow: Parques Centro Histórico
Criação de uma parceria entre a Associação de Comerciantes de Braga e os Parques de modo a haver um desconto no parque caso sejam efectuadas compras no centro, e ainda os parques serem gratuitos a quem frequenta os restaurantes/bares/cafés entre as 20 e as 03 da manhã. De lembrar que os Centros Comerciais "roubam" muitos clientes ao centro histórico exactamente por ter parques gratuitos e cobertos.

:arrow: Policiamento
Colocar, aleatoriamente, policias municipais a circular nos TUB, e que saissem para multar quando fosse necessario, apanhando depois outro autocarro (imaginem 2 polícias a fazer isso 8 horas por dia, com free-pass, e quanto medo isso não gerava pelo desrespeito).

:arrow: GeNeRation
Criar um projecto semelhante, ou mesmo retomar o subscuta (http://subscuta.blogspot.pt/), um ciclo de concertos de artistas em início de carreira ou mais experimentais, que foi terminado no final de 2011 pela C.M. de Barcelos (custava por ano 75 mil euros).

:arrow: TUB
1-Mais linhas rápidas dentro da cidade, como por exemplo juntar o 87 ao 43, em dois sentidos, fazendo-o subir por dentro da Universidade, que em princípio terá uma entrada perto da ECS, até ao hospital, numa frequência de 10/12 minutos (mais 2 autocarros a circular, ficando praticamente todo o núcleo urbano a menos de 15 minutos de distância da outra ponta, excluindo apenas a zona do Continente e Quinta da Capela). Com esta linha ficavam conectados por menos de 15 minutos o seguinte: Central de camionagem (e centro portanto), Hospital, Universidade e Estação CF, além de zonas populosas como Santa Tecla, André Soares, Fontainhas... Imagino com esperança essa linha da mesma forma que imaginava, antes de serem instituidas, a 87 e principalmente a 43.

2-Criar uma linha, com razoável frequência,Avenida Central->Sameiro(via Bom Jesus) ou até somente Bom Jesus-Sameiro

3-Criação de uma linha Avenida Central - Mosteiro de Tibães

4-O sistema é usado em muitas cidades europeias, e consiste no seguinte:
Imaginemos 3 pontos de origem: Palmeira, Nogueira e Celeirós, por exemplo:

Cada origem seria servida (genericamente) por (n.º de origens)-1 linhas, neste caso 3-1=2.
1 - Palmeira-Nogueira
2 - Palmeira-Celeirós
3 - Nogueira-Celeirós
Palmeira estaria servida das linhas 1 e 2, Nogueira das linhas 1 e 3, Celeirós das linhas 2 e 3.


As linhas passariam perto do centro, em pontos de transbordo estudados para servir outras linhas existentes.
Poder-se-ia adequar o número de linhas com a frequência pretendida para cada trajecto, bem como os estudos de mobilidade (ver o primeiro post do tópico)
Assim obter-se-ia um sistema em que se poderia ir de qualquer sítio para qualquer sítio sem transbordos (ou quase).

É muito importante observar os horários neste sistema, logo o motorista teria de se dedicar a conduzir o autocarro e observar horários, mais nada.

Existência de vias dedicadas aos TUB e veículos de duas rodas, de modo a reduzir ainda mais os tempos de viagem.

O motorista não venderia nem fiscalizaria os títulos de transporte. Estes seriam vendidos à parte, em qualquer quiosque, máquinas dispensadoras ou até nos multibancos (imaginem um bilhete válido por n dias a contar da data de compra). Acabavam-se os pontos de venda da TUB.

A fiscalização seria efectuada por fiscais dedicados, com multas pesadas para dissuadir os incumpridores.

As linhas seriam publicitadas em mapas da cidade, mas com cada linha distinta (quem como eu já tentou perceber o trajecto de uma linha actual dos TUB no mapa deles deve ser da minha opinião que aquilo é pelo menos difícil), tipo metro, ou então com os números no próprio trajecto, tipo -->--(1,2,17,23)-->--

As linhas teriam que contemplar todas as infraestruturas da cidade (hospital, estádio, museus, escolas, aeródromo, estação da CP, autódromo, etc.). O objectivo é atingir qualquer ponto do concelho com uma conjugação de autocarro e 5 minutos a pé. Seria permitido transportar animais domésticos e bicicletas, sob determinadas regras e fora das horas de ponta.

4 - Equipar alguns autocarros com transportadores de bicicletas externos ou internos e/ou permitir que as bicicletas sejam transportadas no seu interior indicando isso na porta traseira possibilitando a entrada dos ciclistas pela mesma( Exemplo Exemplo Real).
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3099
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Voltar para O Projecto

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes

cron