Página 27 de 27

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: segunda fev 02, 2015 4:17 pm
por El Salvador
Exacto. Ler em Revista Sim numero 162 paginas 8 a 12.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: terça fev 10, 2015 4:18 pm
por Miguel
A notícia que falei vem no facebook na página electricos de Portugal. Refere se apenas a uma linha turística tal como querem fazer em Coimbra nada tem a ver com transportes públicos regulares

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quinta abr 23, 2015 4:42 pm
por Degolador
Apareceu há uns dias no Correio do Minho que ia se implementado o BRT entre Gualtar e Ferreiros, com um custo por Km de 6 a 7 M€.

Afinal os tais 100M€ de que se falava são só para esta linha (ou para o "anel de mobilidade" como lhe chamam) e não para uma rede completa de BRT.

À primeira vista e sem ver o projeto, parece um valor extremamente exagerado, a não ser que as composições (que não passam de autocarros articulados de piso rebaixado) sejam muito caras.

Sendo a distância do percurso de ida e volta cerca de 20 Km, a velocidade média das composições 30Km/h e o espaçamento entre elas de 5 minutos (que equivalem a 2,5 Km de distância entre as composições), são necessárias 8 composições em circulação. A estas acrescentam-se 2 para cobrir situações de manutenção programada e/ou avarias.

Alguém sabe o custo aproximado de um autocarro BRT?

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quinta abr 23, 2015 9:44 pm
por Duarte
É o que eu digo, basta umas faixas BUS, comprar uns articulados modernos e meter dois validadores que leiam rápido na entrada do bus (como no Porto), umas ligeiras reformulações urbanísticas e temos o nosso BRT. Este projecto é megalómano. Ninguém quer saber se a plataforma está ao nível do bus ou se a paragem demora menos 5 segundos por se ter validado antes.

Já para não falar que vamos ter de esperar 10 anos para que o anel esteja pronto quando nós precisamos de soluções no imediato.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: sexta abr 24, 2015 12:04 pm
por karlussantus
Só à quantidade de vezes que já surgiu nos jornais... já deve ter custado uns bons milhares de euros...

Exactamente Duarte, para o bem e para o mal temos uma paralela que cruza a cidade desde a Rua Cidade do Porto até ao Fojo e temos uma circular em meio urbano, pequenas reformulações e um marketing bem conseguido com 3 ou 4 linhas com cores em vez de números, e aumentando a frequência e tínhamos aquilo que seria a espinha dorsal da rede TUB, o tal "BRT".

Depois reformulando algumas das linhas suburbanas, diminuindo os seus percursos por forma a drenarem para as linhas do "BRT" ao chegarem ao perimetro urbano e teríamos a libertação de meios, para compensar o aumento nas linhas do "BRT".

Mas só os milhões fazem notícias e capas de jornais...

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quarta mai 13, 2015 10:36 am
por Meireles88
Imagem

Via BUS sem ser segregado não funciona, basta olhar para a Rua de S.Victor onde tens carros estacionados na Via BUS. Entre a Cidade do Porto e o Fojo tens que fazer obra em vários pontos.

Claro que as pessoas querem saber das acessibilidades nas "estações", não vamos andar a fazer mais remendos, pois não?

A circular exterior circunda a cidade, queres levar pessoas para a cidade ou fazê-las circular? A resposta parece-me óbvia.

A primeira fase do Anel será Este-Oeste, depois terá, obviamente, que haver um anel Norte-Sul. Estes dois serão alimentados pela restante rede TUB.

https://youtu.be/SKXjr-wYqV8?t=7m

Enquadrar o BRT nos fundos comunitários significa ter uma perspetiva de "Transit Oriented Development", integrando Regeneração Urbana, Recuperação de Bairros Sociais e Mobilidade numa só proposta. Assim talvez já se perceba o "orçamento".

@Carlos diminuir percursos das linhas suburbanas faria sentido se tivéssemos um transporte porta-a-porta complementar. De outra maneira é impossível manteres o serviço público e cortares linhas.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quinta mai 14, 2015 7:46 pm
por Duarte
Para teres vias segregadas não precisas de BRT, basta por uns mecos. E no Porto existem km's de faixas Bus e raramente vejo carros estacionados nelas e ando lá todas as semanas. O mal de Braga é falta de autocarros que ocupem essas vias, de tinta e fiscalização, mas isso resolve-se com os tais mecos nas zonas críticas.

Remendos? Primeiro talvez fosse mais importante colocar cobertura e horários em dezenas de paragens pelo centro e mudar os panfletos de horários nas que têm e voltar a pôr como antigamente, com mapa e tudo. Que se lixem as plataformas xpto.

Que se metam máquinas automáticas de carregamento dos passes e venda de pré-comprados espalhadas pela cidade.
Que se metam validadores mais rápidos nos autocarros e um de cada lado na entrada.
Que se criem novas faixas bus retirando espaço à circulação do automóvel e algum ao estacionamento.
Que se ponham semáforos a abrir primeiro para o os autocarros.
Que se comprem melhores autocarros.

Que se crie uma rede de ciclovias que complemente os TP.
Que se implemente um sistema de bike sharing.
Tanta coisa...

Eu não tenho nada contra o BRT, só acho é que se esta a começar pelo telhado. As questões básicas que estão aqui a ser debatidas à anos pouco se vê a melhorar.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: sexta mai 15, 2015 11:08 am
por mister B
Duarte Escreveu:Para teres vias segregadas não precisas de BRT, basta por uns mecos. E no Porto existem km's de faixas Bus e raramente vejo carros estacionados nelas e ando lá todas as semanas. O mal de Braga é falta de autocarros que ocupem essas vias, de tinta e fiscalização, mas isso resolve-se com os tais mecos nas zonas críticas.

Remendos? Primeiro talvez fosse mais importante colocar cobertura e horários em dezenas de paragens pelo centro e mudar os panfletos de horários nas que têm e voltar a pôr como antigamente, com mapa e tudo. Que se lixem as plataformas xpto.

Que se metam máquinas automáticas de carregamento dos passes e venda de pré-comprados espalhadas pela cidade.
Que se metam validadores mais rápidos nos autocarros e um de cada lado na entrada.
Que se criem novas faixas bus retirando espaço à circulação do automóvel e algum ao estacionamento.
Que se ponham semáforos a abrir primeiro para o os autocarros.
Que se comprem melhores autocarros.

Que se crie uma rede de ciclovias que complemente os TP.
Que se implemente um sistema de bike sharing.
Tanta coisa...

Eu não tenho nada contra o BRT, só acho é que se esta a começar pelo telhado. As questões básicas que estão aqui a ser debatidas à anos pouco se vê a melhorar.


Apoiado, sem dúvida.
Os Tub e a CMB fazem de vez em quando as suas apresentações pomposas disto e daquilo, o tempo passa e fica tudo igual.
Entretanto o trânsito fica cada vez mais complicado nas horas de ponta e a necessidade de um sistema de transporte público eficiente é cada vez mais urgente

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: sexta mai 15, 2015 8:04 pm
por Brc20
Parece-me que se anda a marcar passo nesta matéria. É pena. Tenho de começar a concordar com alguns participantes deste fórum que este presidente até agora é só anúncios e propaganda.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: sexta jun 05, 2015 6:24 pm
por NrowS
Falta t€mpo, provavelmente...

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: segunda jun 29, 2015 9:13 am
por Meireles88
Duarte Escreveu:Para teres vias segregadas não precisas de BRT, basta por uns mecos. E no Porto existem km's de faixas Bus e raramente vejo carros estacionados nelas e ando lá todas as semanas. O mal de Braga é falta de autocarros que ocupem essas vias, de tinta e fiscalização, mas isso resolve-se com os tais mecos nas zonas críticas.

Remendos? Primeiro talvez fosse mais importante colocar cobertura e horários em dezenas de paragens pelo centro e mudar os panfletos de horários nas que têm e voltar a pôr como antigamente, com mapa e tudo. Que se lixem as plataformas xpto.

Que se metam máquinas automáticas de carregamento dos passes e venda de pré-comprados espalhadas pela cidade.
Que se metam validadores mais rápidos nos autocarros e um de cada lado na entrada.
Que se criem novas faixas bus retirando espaço à circulação do automóvel e algum ao estacionamento.
Que se ponham semáforos a abrir primeiro para o os autocarros.
Que se comprem melhores autocarros.

Que se crie uma rede de ciclovias que complemente os TP.
Que se implemente um sistema de bike sharing.
Tanta coisa...

Eu não tenho nada contra o BRT, só acho é que se esta a começar pelo telhado. As questões básicas que estão aqui a ser debatidas à anos pouco se vê a melhorar.


No Porto talvez a PSP funcione. Passa na Avenida Central, tens lá grande frequência de autocarros, e na faixa BUS tens sempre carros estacionados. Tens a Rua do Raio, que tens os carros a andar pela faixa BUS, tens a Avenida da Liberdade com carros estacionados nas paragens dos autocarros durante todo o ano... Tens a Senhora a Branca onde há sempre carros estacionados na paragem, ou a D.Pedro V, ou a UM, ou em frente ao D.Diogo, ou ... Bem, podia ficar aqui a indicar as paragens todas, mas não vale a pena. Não há respeito.

Precisas de mais frequência sim, e mais cobertura no centro Urbano também, e precisas de um transporte regrante também, e precisas de tecnologia, precisas de captar os jovens e para isso precisas de tudo: Mais rápido, mais fácil, mais frequente e que bata o carro. Para isso precisas de canal dedicado. Se pões uma faixa BUS com mecos a delimitar acabas por ter um BRT, se poes validadores fora do BUS é melhor do que no seu interior, porque vais ganhar velocidade comercial, claro que precisas de aumentar o número de formas de venda de bilhetes, e que precisas de fazer muita mais coisas para além do BRT, faltam os €! Quando o BRT estiver pronto já muita mais coisa se teve que fazer para alimentar o BRT.

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quinta mar 10, 2016 12:00 pm
por AntonioPinto
Se usassem a PMunicipal para fazer alguma coisa como multar carros mal estacionados. Parte do problema do transito da cidade estaria resolvido!
Mete-me NOJO! a avenida central tao larga e so tem uma faixa na maior parte do tempo. Está tudo ocupado por causa dos papás que vão buscar os miúdos à escola!
Em São vitor eu acabava mesmo com o estacionamento. Uma faixa para carros no sentido Centro - Braga parque e uma BUS no sentido contrario!

Mas mais uma vez.... MULTAS com força para carros mal estacionados! Limpa-se a cidade e arranja-se dinheiro!
Não vejo contras!!
E eu sou utilizador de carro! Não consigo deixar o carro mal estacionado por 1 minuto que seja!

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: quarta ago 09, 2017 11:24 am
por CesarGomes
Efacec vai construir metro de Odense

MAGALHÃES AFONSO
08/08/2017 20:21

A Efacec, em consórcio com a Comsa e a Munck, ganhou o concurso internacional para a construção do metropolitano de Odense. Para a empresa portuguesa, que terá a cargo toda a componente eletromecânica do projeto, o negócio está avaliado em 47 milhões de euros.

“Este negócio reforça o posicionamento da Efacec na Europa, onde registou um crescimento de 31% nas encomendas nos primeiros sete meses de 2017”, diz a Efacec em comunicado.

“Em comparação com igual período do ano passado, o volume de negócios passou dos 122 milhões de euros para os 160 milhões de euros”, acrescenta a empresa.

O metro de Odense, cidade do sudeste na Dinamarca com quase 185 mil habitantes, terá 14 km de linha 26 estações. Deverá entrar em funcionamento em 2020 e transportar perto de 35 mil pessoas por dia.

De acordo com o comunicado da companhia detida na sua maioria por Isabel dos Santos, “até à data, este é o projeto de metro ligeiro que integra um maior número de serviços e valências da Efacec”.

Sob sua responsabilidade estarão as “subestações de tração, a catenária, a sinalização, as comunicações, a informação ao público, a videovigilância, a telefonia, a localização de veículos e gestão de frota e o centro de controlo”.

A Efacec, liderada por Angelo Ramalho, já tem experiência neste negócio, estando envolvida na construção dos metros de Bergen, na Noruega, de Dublin, na Irlanda e do Porto. A empresa tem apostado no mercado europeu, que já representa cerca de metade do seu volume de negócios.

in: https://ionline.sapo.pt/575563" onclick="window.open(this.href);return false;

Re: Eléctrico

MensagemEnviado: segunda set 25, 2017 10:11 am
por Degolador
Programa eleitoral apresentado, resultados:

BRT: fala-se no interfaces fora da cidade, mas BRT nicles;
Electrico: ainda muito menos.