Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Banca de Jornais - Capas e Notícias

Banca de Jornais - Capas e Notícias  

Espaço para a discussão sobre temas da nossa sociedade e política.

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor mister B » sábado mar 01, 2014 5:30 pm

Muito boa notícia, agora faltava uma unidade de cuidados continuados para ocupar a restante área do antigo S Marcos, tem piada que ainda á pouco falavam de um hotel de charme para este local, quando a candidatura a estes fundos já estava com certeza feita e aprovada...
I love Braga
mister B
Arcebispo
 
Mensagens: 1474
Registado: sábado jul 05, 2008 9:27 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Duarte » sábado mar 08, 2014 4:05 pm

mister B Escreveu:Muito boa notícia, agora faltava uma unidade de cuidados continuados para ocupar a restante área do antigo S Marcos, tem piada que ainda á pouco falavam de um hotel de charme para este local, quando a candidatura a estes fundos já estava com certeza feita e aprovada...

O hotel de charme não é para o Edifício do Palácio do Raio mas sim para os Claustros da Igreja de São Marcos, penso eu.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5082
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor El Salvador » domingo mar 09, 2014 3:58 pm

Mister B, ver penultimo projecto da semana
http://www.agere.pt/web1/zp/tpl1/id1/po ... emento=528
El Salvador
Arcebispo
 
Mensagens: 1420
Registado: quarta fev 20, 2008 5:17 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor mister B » segunda mar 10, 2014 4:23 pm

Acho muito bem! Que avance rapidamente.
I love Braga
mister B
Arcebispo
 
Mensagens: 1474
Registado: sábado jul 05, 2008 9:27 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Brc20 » sábado jun 28, 2014 1:59 pm

Após investimento de 2,5 milhões de euros, unidade quer captar turistas estrangeiros


Reabertura do Hotel do Parque no Bom Jesus


27/06/2014 | 18:06 | Dinheiro Vivo


O Hotel do Parque, no Bom Jesus, em Braga, voltou a abrir portas, após um investimento de 2,5 milhões de euros, e obras que duraram quase um ano, que lhe permitiu "ser considerado um hotel de charme de 4 estrelas", explicou ao Dinheiro Vivo o presidente da Sociedade Hotéis do Bom Jesus.

O edifício, que agora alberga o hotel, que do ponto de vista energético é o priemiro no país a ter uma rede de calor alimentada a biomassa, e que já permite exportar a energia para outras duas unidades hoteleiras da sociedade, data do século XVIII, mas "foi o primeiro hotel do país a ter telefone e água", recordou Mário Pereira, acrescentando, "agora queremos voltar a ser os primeiros".

A reabertura do Parque Hotel, "obrigou a alterações de funcionamento da própria sociedade que gere os hotéis, criando um novo modelo de gestão, apostando em nichos de mercado, a começar pelo português, que queremos que deixem de ser visitantes, mas sim turistas no Bom Jesus".

Para além do mercado nacional, a aposta é "no Brasil, temos muitos hospedes brasileiros, dos países nórdicos e do leste da Europa, o regresso dos ingleses e dos espanhóis", a novidade "é o mercado sul coreano. Uma vez que a nossa aposta é no turismo religioso, tendo em conta que o principal acionista da sociedade é uma instituição católica, o mercado sul coreano é quase natural dada a conversão ao catolicismo", salientou Mário Pereira.

Para a Sociedade Hotéis Bom Jesus a reabertura do Hotel Parque é apenas um dos investimentos a fazer até 2020. Em vista está a aquisição de mais seis unidades, sendo que duas delas poderão já estar a funcionar na próxima época alta, ou seja no próximo verão. "Uma é em santiago de Compostela, a nossa primeira internacionalização, e outra é em Guimarães".

Tratam-se de edifícios que estão devolutos ou cujos contratos já estão no fim, "e que nos permitem avançar naquilo a que queremos chamar o roteiro religioso, com entrada por Lisboa, passando por Fátima, Coimbra, Porto, Douro, Bom Jesus, e saindo por Espanha", acrescentou o presidente da Sociedade.

Para isso, está prevista a aquisição de unidades hoteleiras nessas cidades, "sendo que três delas o negócio poderá ser fechado em breve e as outras três até 2020".

O Parque Hotel tem 44 quartos, capacidade para 100 pessoas, e está com uma taxa de ocupação a rondar os 90%, sendo que o tempo médio de estadia são cinco dias.


http://www.dinheirovivo.pt/empresas/int ... ok&page=-1
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor karlussantus » quarta jul 02, 2014 3:58 pm

Imagem

Segundo o jornal, a "My favorite place", empresa recém-formada, foi chamada a fazer a intermediação da distribuição de bebidas durante as Festas de S. João.

Por acaso, segundo o jornal um dos sócios dessa empresa, foi mandatário da juventude da candidatura de Ricardo Rio, sendo que um irmão desse sócio é por coincidência líder da JSD!
Para concluir o rol de coincidências a contratação não foi concursal, porque o acordo com o fornecedor de bebidas, a Central de Cervejas foi fechado bastante tarde.

Pelo que esta parceria foi absolutamente benéfica para o município, não existindo segundo Ricardo Rio qualquer favorecimento de uma empresa em deterimento de outra, até porque apesar de recém formada esta empresa possui gestores com vasta experiência.

Em suma, segundo a notícia que sorte que tivemos de em dezembro alguém com tanta capacidade se ter lembrado de criar a "My favorite place".
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3621
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Mr Strangelet » quarta jul 02, 2014 6:31 pm

Mudam as caras, mudam as máquinas partidárias. Mas os interesses mantêm-se.
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor El Salvador » quarta jul 02, 2014 7:41 pm

Como se diz por aqui
Parece que es bruxo.
El Salvador
Arcebispo
 
Mensagens: 1420
Registado: quarta fev 20, 2008 5:17 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor apocalypto » quarta jul 02, 2014 9:45 pm

Mr Strangelet Escreveu:Mudam as caras, mudam as máquinas partidárias. Mas os interesses mantêm-se.



Infelizmente. Eles querem é governar ara si, para os amigos e para a família, os outros que se lixem. Nem vergonha têm na cara.

Entretanto, os parcómetros voltaram a ser pagos. A câmara perdeu em tribunal.

Já agora, alguém sabe qual o sucesso de execução das medidas dos segundos 100 dias de Ricardo Rio à frente da CMB? Aquando da conclusão dos primeiros 100 dias, ele publicou no facebook aquilo que cumpriu. Relativamente aos segundos 100 dias, nada, pelo menos até agora.

Ainda falta muito tempo até ao final do seu mandato, mas duas coisas não poderá deixar de fazer, sob pena de a sua gestão ser um verdadeiro fiasco. Refiro-me ao Mercado Municipal e ao Parque das Sete Fontes (promessas da sua candidatura).
Editado pela última vez por apocalypto em quarta jul 02, 2014 10:06 pm, num total de 1 vez.
apocalypto
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: terça jun 17, 2008 11:25 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Brc20 » quarta jul 02, 2014 10:05 pm

A fase de lua de mel de Ricardo Rio está a acabar, tem de começar a mostrar algo de diferente, estruturante para a cidade, condizente com o que veio apregoando ao longo dos anos . Acredito que não seja fácil - não há dinheiro, os erros cometidos ao longo das últimas décadas foram tantos que é difícil mudar agora a cidade. Esperemos que quando comemorar o segundo aniversário da eleição já tenha algo de essencial para mostrar.

P.s. Na minha opinião muitas das mudanças mais importantes numa comunidade por vezes são as mais pequenas.
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor apocalypto » quarta jul 02, 2014 10:10 pm

Brc20 Escreveu:A fase de lua de mel de Ricardo Rio está a acabar, tem de começar a mostrar algo de diferente, estruturante para a cidade, condizente com o que veio apregoando ao longo dos anos . Acredito que não seja fácil - não há dinheiro, os erros cometidos ao longo das últimas décadas foram tantos que é difícil mudar agora a cidade. Esperemos que quando comemorar o segundo aniversário da eleição já tenha algo de essencial para mostrar.

P.s. Na minha opinião muitas das mudanças mais importantes numa comunidade por vezes são as mais pequenas.


Que não é fácil, já sabemos. É nisto que se distinguem os bons políticos, ou seja, demonstrar resultados nos momentos mais difíceis. Se não conseguir, escusava de ir para lá, a não ser que seja mais um com o cheiro do poder e que tenha ido para lá para se governar e aos dele.
apocalypto
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: terça jun 17, 2008 11:25 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Duarte » quarta jul 30, 2014 1:46 pm

Acerca do Rally de Portugal ter vindo para Norte e o Turismo de Portugal lhe ter retirado o apoio nem uma palavra de Ricardo Rio. Continuamos sem visão regional. Continuamos a renunciar ao título de capital do Minho.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5082
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Mr Strangelet » quarta jul 30, 2014 5:26 pm

Por vezes parece-me que o RR ainda não se apercebeu que já não é oposição.
Ontem ouvi falar da CMB no telejornal pela primeira vez em largos meses, precisamente para ouvir mais uma vez que a antiga gestão foi negligente e deixou o municipio de tanga.
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Brc20 » quinta jan 29, 2015 6:27 pm

Microsoft Ventures e Startup Braga já apoiaram sete projectos

Elisabete Felismino

00:05

Empresas já garantiram financiamento de 1,3 milhões de euros. A Microsoft Ventures vai participar na próxima fase do programa Acelerador.

A Startup Braga, em parceria com a Microsoft Ventures, que pela primeira vez apoiou um projecto nacional, já ajudou a criar sete startups que em conjunto garantiram o financiamento de 1,3 milhões de euros. A Startup Braga, que hoje tem o seu Startup Braga Demo Day, é liderada por Carlos Oliveira, ex-secretário de Estado da Inovação e foi criada em Maio do ano passado.

Caroline Phillips, directora do DX na Microsoft Portugal adiantou ao Diário Económico que "a experiência tem sido excelente". A prová-lo está precisamente o facto de já estar garantido um financiamento de 1,3 milhões de euros "o que é uma prova contundente do seu potencial futuro", adianta aquela responsável.

Caroline Phillips refere que "o apoio da Microsoft Ventures tem sido contínuo ao longo de todo o programa e tem-se traduzido em trazer a ajuda certa, na hora certa, trazendo especialistas, mentores, tecnologia e novos dispositivos". Caroline Phillips refere ainda que durante este primeiro exercício vieram "vários mentores a Portugal, quer da Microsoft Ventures Seatle, quer da Microsoft Holanda, sendo de destacar a equipa da Startup Braga, liderada por Carlos Oliveira e Tiago Sequeira, muito experiente e que conseguiram trazer até Braga mentores tanto da comunidade local como da comunidade internacional".

A directora da Microsoft Portugal adiantou ainda que continuam "empenhados em ser um parceiro importante da Startup Braga pelo que [irão] participar na próxima fase do programa Acelerador com início marcado para Abril de 2015". O novo programa vai centrar-se em áreas como a Mobile/eCommerce, MedTech e Nano Tecnologia.

A directora refere que "ajudar e apoiar empresas de sucesso faz parte do DNA" da empresa. De resto, a Microsoft tem ainda em Portugal o programa BizSpark, que foi lançado em 2008, e que desde essa altura já apoiou mais de 700 empresas portuguesas num investimento indirecto de cinco milhões de euros.



http://economico.sapo.pt/noticias/microsoft-ventures-e-startup-braga-ja-apoiaram-sete-projectos_210920.html





Startup Braga promove sete empresas


28 de Janeiro de 2015


O grupo já angariou um total de mais de 1,5 milhões de euros em vários programas de aceleração e apresenta os seus projectos no primeiro “Demo Day” da organização bracarense.


A Startup Braga realiza o seu primeiro “Demo Day” na próxima quinta-feira (29 de Janeiro), com a apresentação de sete das startups em programas de aceleração. O grupo auxiliado pelo parceiro da Microsoft já alcançou, no total, mais de um 1,5 milhões de euros de financiamento.

Um evento vai reunir investidores e potenciais utilizadores, contando com a presença de Cliff Reeves, director sénior da Microsoft Ventures; João Couto, director-geral da Microsoft Portugal; Lars Montelius, director-geral do INL – Instituto Ibérico Internacional de Nanotecnologia e Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga.

Entre representantes de entidades financiadoras e empresas de capital de risco estarão responsáveis da Espírito Santo Ventures, da Portugal Ventures, a Caixa Capital ou o ex-responsável da Critical Software, Diamantino Costa. A Startup Braga tenciona lançar também a 2ª edição do seu programa de aceleração, dedicada às áreas de mobilidade, comércio electrónico e nanotecnologia. As inscrições decorrem até 15 de Março.

As sete startups e soluções:

1 – Findster

O projecto Findster contempla o desenvolvimento de uma plataforma móvel para localização e monitorização de crianças através de GPS, sem custos mensais associados, usando um protocolo de comunicação próprio. A plataforma é composta por uma peça de hardware que a criança veste, de um modo confortável e impercetível, e que permite efectuar a monitorização da posição e actividade da mesma, enviando essa informação, em tempo real por radiofrequência para um outro módulo associado aos cuidadores.

Problema

Actualmente, existem dois tipos de sistemas de rastreamento no mercado com base em duas tecnologias diferentes: Bluetooth e GSM. Os sistemas baseados em tecnologia Bluetooth não têm custos mensais associadas, mas o seu alcance é limitado para o protocolo Bluetooth, tipicamente 50 metros de linha de vista.

Quanto aos sistemas baseados em GSM, seu alcance depende da cobertura das redes móveis, mas os operadores exigem pagamentos mensais que podem chegar a 20 euros, o que limita a sua adopção pelos consumidores.

Solução Findster

Um dos segredos Findster está no seu sistema de comunicação inovador, sem fios, usado para estabelecer a comunicação entre o módulo criança (ou o módulo animal de estimação) e módulo pais/responsáveis. Com o protocolo de RF, Findster combina a omnipresença de uso sem a necessidade de taxas mensais.

2 – Peekmed
PeekMed apresenta uma solução para o planeamento cirúrgico em Ortopedia com recurso a 3D. Através desta esta tecnologia o ortopedista pode, de forma intuitiva, manipular livremente um modelo tridimensional gerado a partir do estudo imagiológico do paciente. Os materiais de osteossíntese de diversas empresas podem igualmente ser adicionados ao planeamento, permitindo assim apoiar o ortopedista na análise tridimensional do impacto da cirurgia, fazendo uma antevisão da mesma.

Problema

É difícil ao cirurgião ortopédico fazer uma pré-visualização completa de uma cirurgia porque não pode observar a fractura em vários ângulos no mesmo ambiente. Todo o processo de planeamento usa um ambiente 2D, o que impede o cirurgião de ter uma visão estereoscópica de lesão do paciente.

Este projecto tem como particularidade o facto de ter como um dos seus consultores estratégicos José Carlos Noronha, ortopedista de Cristiano Ronaldo.

Solução

Uma maneira de planear todo o procedimento cirúrgico em ortopedia. De uma forma muito simples e intuitiva, o cirurgião ortopédico é capaz de realizar qualquer planeamento cirúrgico manipulando um modelo 3D, criado a partir de tomografia computadorizada do paciente e do material prostético 3D.

O ambiente 3D permite uma percepção cirúrgica total e a possibilidade de prever algumas complicações pós-cirúrgicas.

3 – Sword Health
A Sword Health procura reinventar a área da reabilitação física com o primeiro tratamento digital que amplifica a eficácia terapêutica e permite estender o plano terapêutico até casa do doente, mantendo o contacto directo e contínuo com o ambiente clínico. Desenvolveu o sistema Sword, uma plataforma tecnológica capaz de maximizar o potencial das metodologias tradicionais de reabilitação motora e democratiza o seu acesso.

Problema

Apesar de os custos esmagadores envolvidos, mesmo os países mais desenvolvidos ainda são incapazes de oferecer programas de reabilitação física em tempo útil, e realizada de forma eficaz para os doentes. Os serviços de reabilitação tradicionais são normalmente caros e dependem de recursos humanos especializados, estimam-se que a maioria dos pacientes recebe, em média, menos de duas horas de reabilitação física por semana – contra a recomendação geral de um mínimo de três horas por dia.

Solução

O sistema foi projectado especificamente para ser usado por pacientes no hospital ou em casa, com pouca ou nenhuma supervisão, o que dá autonomia ao paciente com a sua própria reabilitação. Permite que os pacientes possam acelerar a sua recuperação com uma terapia de maior qualidade.

Aos centros de reabilitação, o sistema possibilita uma maior margem de lucro por unidade de terapia, através de uma alocação mais eficiente dos recursos humanos especializados.

4 ‒ Pepfeed
É um assistente de compras que ajuda os consumidores a escolher os seus próximos aparelhos com sabedoria, poupando tempo e dinheiro.

Problema
A electrónica de consumo (CE) está a crescer rapidamente e não é fácil para os consumidores fazerem compras inteligentes. São poucas as pessoas com tempo para investir na procura de informações de compras relevantes, tais como as melhores ofertas, opiniões de especialistas e vídeos de produtos e, muitas vezes, são descurados os impactos negativos de uma compra pouco inteligente.

Solução

Conteúdo agregado automaticamente a partir de uma variedade de fontes de alta qualidade, exibe as mais importantes para aquele consumidor sem que este tenha que ter qualquer tipo de esforço. A tecnologia da PepFeed torna possível ajudar os consumidores enquanto eles vêem produtos online, ou na loja, através de extensões do navegador e aplicações móveis personalizadas para o perfil de cada utilizador.

5 ‒ Nuada
Um sistema de apoio patenteado que melhora a função da mão nas actividades diárias em casos de dor ou falta de força.

Problema

Muitas pessoas sofrem de dor ou falta de força nas mãos. Esta situação tem um impacto negativo nas suas vidas e não existe uma solução disponível para ajudá-las activamente nas actividades diárias.

Solução

Um sistema que suporta activamente o peso que, de outra forma, seria suportado pela mão e pelos dedos. Parece uma luva regular, interage perfeitamente com o usuário e é pequena o suficiente para ser usada todos os dias. É basicamente uma mão biónica que pode ser experimentada.

6 ‒ Texbizz
Texbizz é um portal web onde todos os intervenientes do sector têxtil podem interagir uns com os outros e cuja missão é facilitar e acelerar os negócios da indústria. Tipicamente, o negócio do sector têxtil implica uma série de contactos para a implementação de cada parte do processo.

A plataforma da Texbizz liga as empresas do sector têxtil de uma forma simples e rápida.

Problema

A indústria têxtil actua com um grande número de canais, por vezes demasiado lentos para resolver atempadamente alguns problemas, o que origina picos e quebras de produção, dificuldades de outsourcing e um esforço constante para cumprir os curtos prazos de entrega.

Solução

A plataforma online texbizz.pt procura permitir que as empresas têxteis interajam umas com as outras, em tempo real, via SMS, e-mail ou na Internet. Em poucos minutos é possível interagir com um, centenas, ou mesmo milhares, de empresas têxteis de forma eficiente e eficaz.

7 ‒ Shair
Plataforma tecnológica de selecção e promoção/venda de galerias de arte e artistas de todo o mundo.

Problema

Artistas emergentes têm uma extrema dificuldade em mostrar suas obras de arte. Além disso, a maior parte das galerias de arte existentes não vendem online. O problema é basicamente o mesmo para ambos os segmentos: a necessidade de apresentar e de comercializar as suas obras de arte junto dos compradores de arte em todo o mundo.

Solução

Uma solução integrada para os artistas e galerias de arte para venderem as suas obras. O trabalho da Shair vai além do mundo online, e também inclui a logística associada à entrega da obra aos seus novos proprietários.

Sem dores de cabeça para galerias ou artistas: eles só têm de cuidar da embalagem e as obras vendidas serão recolhidas directamente no seu espaço de trabalho/venda.




http://www.computerworld.com.pt/2015/01/28/startup-braga-promove-7-empresas/
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Banca de Jornais - Capas e Notícias

Mensagempor Brc20 » quinta fev 05, 2015 12:11 pm

Primavera facturou 19,5 milhões de euros em 2014



O negócio da empresa nos mercados estrangeiros representou 45% do volume de negócios, cujo crescimento atingiu 9%.


A Primavera obteve em 2014, um volume de negócios consolidado de 19,5 milhões de euros, mais 9% face a 2013. A actividade internacional da tecnológica portuguesa contribuiu com 8,3 milhões de euros, 45% da facturação.

O valor teve um incremento de 14% baseado na actividade da empresa em Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Emirados Árabes Unidos. Em 2015, a organização pretende dar continuidade à sua estratégia de crescimento com a entrada em novos mercados.

“O ano de 2014 ficou marcado pela entrada no Médio Oriente, com a abertura de uma sucursal no Dubai e pela mudança para uma nova sede em Braga, num investimento de cerca de seis milhões de euros”, refere um comunicado. A empresa fez também em 2014 o lançamento da versão 9 do ERP Primavera.

“Apraz-nos registar que, após três anos muito exigentes do ponto de vista do desenvolvimento dos produtos, tendo em vista a resposta às exigências fiscais, o fluxo legislativo parece ter decrescido, possibilitando à empresa colocar o seu enfoque no desenvolvimento de novas funcionalidades que acrescentem verdadeiro valor aos nossos clientes”, afirma o Co-CEO da empresa , José Dionísio.

Cada vez mais cloud computing

Nos próximos três anos, o fabricante espera concluir o desenvolvimento do seu novo ERP em tecnologia totalmente web, e transformar gradualmente os seus modelos de negócio “em função de uma realidade que assume de forma crescente a utilização do software como uma prestação de serviços”, diz a nota de imprensa.

A aposta no segmento médio deverá continuar a ser um dos vectores de crescimento da organização no próximo triénio, segundo José Dionísio. “A empresa tem apresentado um crescimento assinalável junto das médias e grandes empresas em virtude do reforço da nossa oferta de soluções verticais e da adesão dos nossos parceiros a esse segmento”, revela.

Ao mesmo tempo, a Primavera tentará continuar a dar resposta às necessidades das micro e pequenas empresas, promete o responsável.






http://www.computerworld.com.pt/2015/02/04/primavera-facturou-195-milhoes-de-euros-em-2014/
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

AnteriorPróximo

Voltar para Sociedade e Politica

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron