Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - A crise começa a "apertar"

A crise começa a "apertar"  

Espaço para a discussão sobre temas da nossa sociedade e política.

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor Brc20 » sexta jan 18, 2013 3:42 pm

Administradores de fábrica de Amares “desertaram” e trabalhadores pedem suspensão de contratos



LUSA 17/01/2013 - 08:26

Salários de Novembro e Dezembro e subsídio de Natal ainda não foram pagos.




Os cerca de 45 trabalhadores da Radal – Indústria de Frigoríficos, em Amares, Braga, avançaram com o pedido de suspensão dos contratos, depois de os administradores terem “desertado”, deixando vários meses de salários por pagar, disse nesta quinta-feira à Lusa fonte sindical.

Segundo Amélia Lopes, do Sindicato dos Trabalhadores da Indústrias Transformadores, Energia e Actividades do Ambiente do Norte (SITE Norte), a empresa ainda não pagou o subsídio de Natal e os salários de Novembro e Dezembro.

Os trabalhadores são ainda credores de 80% do subsídio de férias e de 50% do salário de Outubro.

“No meu caso, estamos a falar de cerca de 3750 euros, uma situação que se torna muito complicada, porque a minha mulher está desempregada e tenho uma filha a estudar”, afirmou Manuel Barbosa, 47 anos de idade e 25 de casa na Radal.

Perante os salários em atraso, os trabalhadores decidiram suspender a laboração, a 11 de Janeiro, cumprindo desde então o horário laboral “de braços cruzados, à espera de notícias da administração”.

“O problema é que a administração desertou, ninguém lhes põe a vista em cima”, criticou Amélia Lopes, do sindicato.

Na terça-feira, os trabalhadores avançaram com os pedidos de suspensão dos contratos de trabalho.

“Dizem que é a crise, que não há dinheiro para matéria prima, mas se é isso então que avancem com os despedimentos ou peçam a insolvência, resolvendo de uma vez o problema dos trabalhadores. Agora, manter esta situação e este silêncio, é que não”, acrescentou a sindicalista.

Criada em 1987, a Radal – Indústria de Frigoríficos dedica-se ao fabrico de equipamento industrial para refrigeração e ventilação.

“Trabalho nunca faltou, mas há alguns meses os problemas começaram a aparecer, desde que a gerência mudou”, garantiu Amélia Lopes.

A Lusa tentou ouvir a administração da Radal, mas sem sucesso.



Público




Despedimento em empresa de Braga envia 99 trabalhadores para a rua


LUSA 11/01/2013 - 17:44


A empresa têxtil Orfama afirma que despedimento colectivo acontece por razões de mercado, mas sindicato acusa grupo de estar a deslocar negócio para o Bangladesh.


Empresa afirma que a “progressiva” degradação do sector têxtil afecta as contas do grupo




Segunda-feira será o último dia de 99 dos 263 trabalhadores do grupo Orfama, em Braga, alguns com mais de 40 anos de casa, explicou nesta sexta-feira o coordenador do Sindicato Têxtil do Minho, Francisco Vieira.

À agência Lusa, o sindicalista confirma que os trabalhadores vão receber nesta sexta-feira as cartas para o fundo de desemprego, acompanhadas das respectivas indemnizações. Mas, apesar de a empresa alegar que os despedimentos resultam das perdas no mercado, Francisco Vieira afirma que o que está a mover a Orfama é apenas o desejo de “lucro fácil”.

A empresa invoca a “redução da actividade da empresa” para justificar o processo de despedimento colectivo. Segundo a administração, existe uma “diminuição actual”, que se prevê ser “crescente”, da “procura dos seus bens e serviços”. Fruto, em parte, da “progressiva” degradação do sector têxtil e da crise económica global.

Numa carta enviada aos trabalhadores, a empresa explica que a degradação do mercado deve resultar numa quebra de 1,2 milhões de euros no volume de negócios da empresa, passando dos 8,4 milhões de euros registados em 2011 para os 7,2 milhões em 2012.

“É a lengalenga do costume”, criticou Francisco Vieira, que acusa a empresa de estar a deslocar “grande parte” da sua produção para o Bangladesh. O sindicalista lembrou que, nos últimos tempos, os trabalhadores estavam a fazer mais uma hora por dia e que, no Natal, não puderam gozar os dias de férias que estavam programados, “para a empresa conseguir satisfazer as encomendas”.

“Não tem qualquer fundamento estar a falar do mercado, da crise, seja lá do que for”, disse Francisco Vieira à Lusa. “O que se trata é de procurar o lucro fácil, ao deslocar a produção para onde a mão-de-obra é mais barata”, afirmou ainda.

A Orfama emprega actualmente 263 trabalhadores, número que vai agora baixar substancialmente, com a saída dos 101 abrangidos pelo despedimento colectivo. A empresa não tem salários em atraso e os operários vão receber um mês de salário por cada ano de trabalho.

Abrangidos pelo processo de despedimento colectivo encontram-se ainda mais 20 funcionários da empresa French Fashions, do mesmo grupo. Porém, estes trabalhadores chegaram a acordo com a administração da Orfama no início do processo.




Público
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor Brc20 » sexta jan 25, 2013 4:18 pm

Imagem

Diário do Minho


Braga- 14 693 desempregados (+ 19,10% em relação a 2011 ou + 2357 postos de trabalho destruídos e +365 em relação a Novembro)

Guimarães- 14 055 desempregados

Vila Nova de Famalicão- 10 994 desempregados

Barcelos- 7 107 desempregados

Fafe- 4 339 desempregados

Vila Verde- 3 078 desempregados

Vizela- 2021 desempregados

Esposende- 1 953 desempregados

Celorico de Basto- 1 687 desempregados

Póvoa de Lanhoso- 1 543 desempregados

Cabeceiras de Basto- 1 512 desempregados

Amares- 1 505 desempregados

Vieira do Minho- 983 desempregados

Terras de Bouro- 537 desempregados
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor RAM » terça fev 05, 2013 9:52 pm

A crise além de começar a apertar já começa é a trazer consequências que nunca pensei ver.

Na zona da Torre Europa já é a 2ª vez esta semana que vejo pessoas a vasculhar o lixo antes da chegada do camião. E pessoas diferentes.

Costumo queixar-me porque me reduziram ao salário e aumentaram aos impostos, depois vejo isto e concluo que apesar de tudo sou um sortudo... que mundo este!
RAM
Bispo
 
Mensagens: 285
Registado: quinta dez 09, 2010 2:25 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor Meireles88 » quarta fev 20, 2013 8:36 pm

RUM Escreveu:Distrito de Braga já conta 67.532 desempregados

O distrito de Braga fechou o mês de Janeiro com 67.532 desempregados inscritos nos centros de emprego.

As estatísticas divulgadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) revelam ainda que o concelho de Braga já contabiliza mais de 15 mil pessoas inscritas nos centros de emprego.

Em termos distritais, no mês de Janeiro houve mais 1525 pessoas a perder o posto de trabalho, em comparação com Dezembro de 2012 (no final do qual foram contabilizados 66.007 desempregados).

Já em comparação com o mês homólogo de 2012, o distrito ganhou 6.911 desempregados. Braga continua a liderar a lista dos concelhos com maior número de pessoas sem trabalho.

@RUM
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor apocalypto » quarta mar 06, 2013 2:09 pm

A crise está a apertar cada vez mais, de tal maneira que o Minho Center está em decadência acentuada, aquilo é só lojas a fechar. Hoje ao almoço, a praça da alimentação estava com muito pouca gente...

O Minho Center, o Via Nova e o Braga Shopping terão que mudar, sob pena de encerrarem definitivamente, aliás, o Via Nova deve estar a somar prejuízos atrás de prejuízos, mas alguém vai mantendo aquilo.

Talvez uma redefinição do conceito destes espaços pudesse funcionar. Para o Minho Center talvez a inclusão de um Jumbo (se o Continente for mesmo para o ex DV) e a reestruturação do espaço. Acho que quem apostar no conceito Outlet, safa-se.
apocalypto
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: terça jun 17, 2008 11:25 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor CesarGomes » quarta mar 06, 2013 2:33 pm

Os shoppings tem que mudar as suas linhas orientadoras. Mas isso já se sabia há muito. Isto já se passou nos EUA e na Europa, em geral, no fim dos anos 80 e década de 90, mas sem uma crise por trás.
Agora vejam lá em Portugal, a saber o que se passou lá fora, faz o mesmo, mas para piorar a coisa tem uma grave crise a acompanhar.
É inevitável, tem que mudar a sua politica.
As rendas são absurdas. Assentam-se numa politica de consumo desenfreado. Nos parâmetros actuais isto está totalmente condenado.
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3261
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor 22vasco22 » quarta mar 06, 2013 4:40 pm

no shoping santa cruz ja fechou a maratona que representava grande parte da area, vi ontem e fiquei surpreendido
Imagem
22vasco22
Arcebispo
 
Mensagens: 668
Registado: quarta mar 04, 2009 7:30 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor RAM » quarta mar 06, 2013 11:05 pm

No Minho Center reparei também que fechou o Stuppendo e a loja ao lado. Tenho pena especialmente pelo stuppendo, até era um sítio onde gostava de ir de vez em quando. Mas é curioso que tinha ideia que eles até faziam bom negócio pelo menos na hora de almoço, já ao jantar era mais parado. E dos que ficaram, não há nenhum que tenha assim comida de "faca e garfo"
RAM
Bispo
 
Mensagens: 285
Registado: quinta dez 09, 2010 2:25 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor Meireles88 » quinta mar 07, 2013 12:07 am

O Mc Donalds rebenta com tudo.
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor RAM » quinta mar 07, 2013 6:34 pm

Meireles88 Escreveu:O Mc Donalds rebenta com tudo.

Desculpa mas não concordo, muitas vezes vão várias pessoas em conjunto e 2 vão ao Mac, 1 vai às sandes, 2 vão à comida mais tradicional...

O Mac do minho center de certeza que também vai perder com este encerramento. Tal como eu, decerto muita gente já não planeia ir lá jantar porque sabe que está reduzido às escolhas entre mac, pizza-hut, casa das sandes e francesinhas.
RAM
Bispo
 
Mensagens: 285
Registado: quinta dez 09, 2010 2:25 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor pnfernandes » segunda mar 11, 2013 10:32 pm

A Britalar parece que também está muito bem...



http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO112601.html

Construtora de Braga penhorada por dívida de 34 mil euros a uma particular

A construtora Britalar, de Braga, vai ser penhorada, por ainda não cumprido a sentença, datada de outubro, que a condenou a pagar mais de 34 mil euros a uma particular, informou hoje um advogado ligado ao processo.

José Luís Rocha disse à Lusa que hoje mesmo se dirigiu à Britalar, conjuntamente com o solicitador de execução, para efetuar a penhora, mas sem sucesso. "Uma funcionária da empresa disse-nos que tudo o que lá havia já estava penhorado. Vamos lá voltar em breve, mas dessa vez levamos a PSP connosco", explicou. Acrescentou que também lhe disseram que a empresa tem "umas três dezenas" de pedidos de insolvência.

Contactada pela Lusa, fonte da Britalar disse apenas que os responsáveis da empresa "estão a diligenciar no sentido de resolver a situação" relacionada com a referida sentença judicial.

Em outubro, a Britalar foi condenada, pelo Tribunal Judicial de Braga, a pagar 34.819 euros, mais juros, à proprietária do edifício onde funciona o Populum Bar, em Braga. Em causa as obras de construção do parque de estacionamento do Campo da Vinha, onde se situa aquele bar, e do túnel de acesso à Avenida Central, que começaram em 1997 e que foram levadas a cabo pela Britalar e por mais duas empresas.

Por causa das obras, o Populum Bar esteve fechado durante cinco meses, quer porque a porta foi barrada por uma grua quer porque o edifício abriu brechas, por causa da proximidade e profundidade do desaterro e da utilização de explosivos "potentíssimos". O arrendatário pôs o caso em tribunal, para ser ressarcido dos prejuízos, tendo a proprietária, que estava obrigada a proporcionar-lhe o gozo do local arrendado, sido condenada a pagar-lhe perto de 66 mil euros.

A proprietária pagou mas exigiu que aquela quantia lhe fosse devolvida pelas três empresas envolvidas nas obras, como responsáveis pelos prejuízos do Populum Bar. Duas pagaram mas a Britalar, até hoje, ainda não, apesar da condenação judicial.
pnfernandes
Arcebispo
 
Mensagens: 364
Registado: segunda abr 13, 2009 3:20 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor Meireles88 » terça mar 12, 2013 12:17 am

Britalar... Esse... Parcómetros certo? Vamos ver a PSP a levar os parcómetros embora, penhorados xD ahahahah
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor apocalypto » sexta mai 10, 2013 9:22 pm

Vai fechar no final deste mês o Continente Outlet no Retail. Ouvi dizer que a Worten também vai fechar...
apocalypto
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: terça jun 17, 2008 11:25 pm

Re: A crise começa a "apertar"

Mensagempor apocalypto » quarta mai 29, 2013 4:40 pm

apocalypto Escreveu:Vai fechar no final deste mês o Continente Outlet no Retail. Ouvi dizer que a Worten também vai fechar...


Confirma-se apenas o fecho do Continente Outlet que era bastante grande. O retail fica bastante despido sem aquilo, era necessária a abertura de mais uma loja de média/grande dimensão para o espaço. Falta ali um restaurante pois o que havia, fechou, e até tinha clientela...
apocalypto
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: terça jun 17, 2008 11:25 pm

Anterior

Voltar para Sociedade e Politica

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes

cron