Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Privatização do estacionamento nas ruas (parquímetros)

Privatização do estacionamento nas ruas (parquímetros)  

Espaço para a discussão sobre temas da nossa sociedade e política.

Privatização do estacionamento nas ruas (parquímetros)

Mensagempor pnfernandes » quarta abr 11, 2012 4:14 pm

Eu ainda não vi este assunto tratado aqui no fórum e penso que tem importância para o ser: amanhã, quinta-feira, a CMB prepara-se para começar um processo de privatização dos parquímetros da cidade, por um período inicial de 15, penso eu. Isto, a meu ver, é muito grave, porque é a Câmara a abdicar de receitas até 2028, para receber agora uma pequena parcela do que poderia ganhar. Além disso, a gestão do estacionamento é algo que entronca com outras políticas, como a do trânsito. Assim, quem gerir a Câmara a partir do próximo ano vai ter as mãos atadas em alguns dos mais importantes assuntos onde a câmara podia actuar.

A meu ver isto só pode significar uma de duas coisas (ou ambas...): ou a câmara está com graves problemas de tesouraria e estes 3 milhões de euros são a sua "salvação", ou é o início duma política de terra queimada - quem vier a seguir vai ter uma vida complicada.
pnfernandes
Arcebispo
 
Mensagens: 364
Registado: segunda abr 13, 2009 3:20 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor AntonioPinto » quarta abr 11, 2012 4:52 pm

E quem é que vai ficar com os estacionamentos?! Hummmm
Estão com falta de dinheiro?
Estão a tentar resolver um problema?
Estou a tentar deixar isto aos amigos?

Se a empresa que ficar com isso realmente fiscalizar os estacionamentos - Acho positivo, se o preço for sensivelmente o mesmo, não vejo mudanças.
A Camara encaixa uns trocos valentes e se calhar até é vantajoso, visto que se calhar até há muita gente que não liga a parquimetros.
Imagem
Avatar do Utilizador
AntonioPinto
Administrador
 
Mensagens: 1887
Registado: sexta Oct 31, 2008 3:46 pm
Localização: Priscos - Braga

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Brc20 » quinta abr 12, 2012 11:34 am

Fumo com fogo



Oposição promete fazer tudo para travar maioria PS
Câmara de Braga privatiza estacionamento nas ruas


A Câmara Municipal de Braga já tem definida uma proposta de privatização dos lugares de estacionamento com parcómetros nas ruas de Braga. O documento prevê que a gestão de 1.172 lugares de estacionamento atualmente geridos pelo Município seja colocada a concurso público, tendo em vista a sua exploração pelos privados, por um período de 15 anos.

Três milhões de euros é o montante que o executivo socialista espera encaixar com a operação, antecipando, assim, receitas que só teria em 2027. A coligação “Juntos por Braga” diz que o projeto visa antecipar receitas que cubram os «devaneios» dos socialistas e promete recorrer a todos os meios legais para travar o processo.

A já controversa proposta sobe esta quinta-feira à reunião camarária e tem garantido o voto contra dos cinco vereadores da coligação “Juntos por Braga”. Mas tudo indica que seja aprovada com os votos da maioria socialista.
O anúncio da oposição à proposta assumido pelo executivo chefiado por Mesquita Machado foi feito ontem pelo líder da coligação “Juntos por Braga”. Ricardo Rio acusa a equipa que gere o Município de Braga de estar a «hipotecar o futuro» do concelho, com medidas «profundamente lesivas do interesse público» e que visam «financiar os devaneios despesistas do atual executivo».

«Vamos usar todos os meios ao nosso alcance para impedir este negócio», garantiu o líder da oposição camarária, fazendo saber que é tempo de dizer «basta a projetos que assumem compromissos que vão onerar em muito os governantes futuros e que gastam receitas que deviam ser colocadas ao serviço das gerações vindouras».


Negócio «chocante»

O vereador que a secção de Braga do PSD já definiu como o candidato do PSD às eleições autárquicas de 2013 acrescenta que «não é possível admitir que a maioria socialista continue a gerir a Câmara Municipal de Braga como se não houvesse amanhã».
Para Ricardo Rio, o negócio que o executivo de Mesquita Machado se propõe concretizar «é tão chocante que até os critérios definidos para apreciação das propostas são inadmissíveis».

Antecipando os contornos da proposta a votar depois de amanhã, o líder da oposição assegura que o concorrente que oferecer, a título de antecipação, o maior pagamento estimado para a totalidade do contrato é premiado com 60 por cento, enquanto que o valor das rendas mensais a pagar ao Município pela concessão conta 40 por cento.

Os termos da proposta de concessão admitem que o número de lugares de estacionamento com parcómetro sejam aumentados durante a vigência do contrato, que pode ser renovado de cinco em cinco anos, após os primeiros 15 anos.

«Este projeto tem único objetivo, que é a obtenção imediata de um pagamento de 3 milhões de euros, a título de antecipação de uma receita futura», comenta Ricardo Rio. O líder da coligação vinca que a privatização do estacionamento nas ruas de Braga compromete o ordenamento da cidade, as políticas de dinamização do comércio tradicional e acaba por ser «um atestado de menoridade e de incompetência » à Polícia Municipal.



in Diário do Minho, 10 de Abril de 2012,
Notícia da autoria de Joaquim Martins Fernandes




- A coligação “Juntos por Braga” diz que o projeto visa antecipar receitas que cubram os «devaneios» dos socialistas;
- O negócio «é tão chocante que até os critérios definidos para apreciação das propostas são inadmissíveis» (o concorrente que oferecer, a título de antecipação, o maior pagamento estimado para a totalidade do contrato é premiado com 60 por cento, enquanto que o valor das rendas mensais a pagar ao Município pela concessão conta 40 por cento);
- Os termos da proposta de concessão admitem que o número de lugares de estacionamento com parcómetro sejam aumentados;
- a privatização do estacionamento nas ruas de Braga compromete o ordenamento da cidade, as políticas de dinamização do comércio tradicional e acaba por ser «um atestado de menoridade e de incompetência » à Polícia Municipal.
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Brc20 » quinta abr 12, 2012 11:38 am

Aparcado no lugar errado!




A Câmara Municipal de Braga prepara-se para aprovar um negócio muito duvidoso no que concerne aos interesses dos cidadãos. Os parcómetros vão ser concessionados a um privado, com tudo o que isso pode implicar a nível de tarifas e da liberdade da própria autarquia para defender os cidadãos.

Estou certo que Mesquita Machado não avança para este concurso público sem ter já garantias de potenciais interessados. Ontem o lider da oposição falou, mas hoje quase se não comenta o assunto. O que se passa Braga? Toca a acordar! Daqui a uns anos vão andar a lamentar-se e a autarquia nada vai poder fazer...Há um ano atrás, Ricardo Rio alertou os bracarenses para esta possibilidade, ao que Mesquita respondeu que era um "devaneio" da oposição.


Caro Ricardo Rio, o que está aqui em causa não é tão pouco a antecipação de receitas, que vai ferir as receitas ordinárias dos exercícios autárquicos nos próximos anos. Nem está em causa se este caso pode ou não trazer-lhe benefícios eleitorais, mais descontentes e mais votos na Coligação. O que está em causa são os comerciantes do centro histórico, que certamente irão perder clientes; é o bolso dos bracarenses, sujeito agora aos desmandos tarifários de interesses económicos de um privado; é a liberdade da autarquia dispor como bem entende do espaço público, agora concessionado...

Faça "barulho". Chame jornais e televisões. Não tenha receio do mediatismo. Faça-o pelo futuro dos bracarenses (não necessariamente pelo seu), para que saibam o tipo de decisões que os actuais políticos permitem e patrocinam. Negócios como este não se podem limitar a escassas linhas no Diário do Minho.

Acima de tudo, é necessário denunciar mentiras, como a do fantástico parque que viria susbtituir a Bracalândia, o parque verde das Sete Fontes ou de Guadalupe, a Piscina Olímpica, o parque urbano da Zona Norte e outras tantas que são ditas quando convém acalmar a opinião pública, e depois propositadamente são esquecidas.

E os militantes do PS? Ninguém vê o que se passa? Ninguém reclama? São acéfalos? Submissos?
E o Sr. Vítor Sousa? Onde está o seu compromisso com os bracarenses? Perante este negócio cala-se? Vota a favor?

Há alguém aparcado no lugar errado há algum tempo, alguém que não percebeu que o seu tempo já passou, e que os seus méritos não chegam para apagar tanta dúvida que brota de algumas decisões...


PUBLICADA POR RUI FERREIRA ÀS 13:56




Excelente analise como sempre, via http://bragamaior.blogspot.pt
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Brc20 » quinta abr 12, 2012 11:38 am

Câmara de Braga cede parquímetros para encaixar receita imediata


Por Samuel Silva



Necessidades de tesouraria levam autarquia a entregar a privados exploração do estacionamento de superfície por 15 anos. Quem der mais de três milhões de euros à cabeça ganha a concessão.

O estacionamento nas ruas de Braga vai ser concessionado a uma empresa privada. A Câmara vai abrir nos próximos dias o concurso público com o qual pretende entregar a gestão dos parquímetros da cidade a uma entidade externa ao município. Como contrapartida - primeiro critério de escolha do candidato - exige ao concessionário um pagamento mínimo de três milhões de euros adiantados e uma renda mensal de 40% do valor arrecadado com as taxas de estacionamento durante o período do contrato.

A proposta de concessão dos parquímetros na cidade será discutida na próxima reunião do executivo municipal, marcada para quinta-feira. As necessidades de tesouraria terão estado na origem desta decisão que partiu do próprio presidente da Câmara, Mesquita Machado. A redução de receitas, especialmente ao nível das taxas de licença de construção, tem provocado alguns constrangimentos à autarquia, que, no mês passado, anunciou a desistência do projecto de construção de uma piscina olímpica junto ao estádio municipal, por falta de capacidade financeira. Nos últimos meses, o executivo tem votado a contracção de empréstimos de curto prazo para fazer entrar dinheiro nos cofres municipais.

De acordo com o caderno de encargos, a Câmara exige ao concessionário o pagamento adiantado de uma verba mínima de três milhões de euros. Este valor será central na decisão a tomar pelo executivo, uma vez que as regras do concurso estabelecem uma ponderação de 60% para o valor de entrada pago pelos concorrentes. Na prática, quem adiantar mais dinheiro terá melhores possibilidades de ficar com a gestão do estacionamento de superfície.

A outra componente que será analisada neste concurso são as rendas a pagar à Câmara durante a vigência do contrato. O caderno de encargos determina que a autarquia receberá um mínimo de 40% do rendimento mensal bruto obtido com a cobrança das taxas de estacionamento durante o período da concessão. Os concorrentes podem, porém, apresentar propostas que garantam rendimento superior aos cofres municipais, ainda que, para efeitos de classificação no concurso público, este factor tenha apenas uma ponderação de 40%.

Para o líder do PSD, Ricardo Rio, esta proposta da Câmara resulta de um comportamento "despudorado e vergonhoso". "O executivo socialista está, na prática, a condicionar a capacidade de trabalho de governações futuras", acusa, notando que esta proposta reduzirá as receitas da Câmara nos próximos anos.

"O PS está a fazer as coisas como se não houvesse amanhã", sublinha Ricardo Rio, prometendo um "combate sério" a esta proposta de concessão. Segundo o vereador do PSD, nos próximos dias serão estudadas várias possibilidades de contestação deste negócio, que podem passar por um pedido de intervenção do Tribunal de Contas.


Carlos Almeida, deputado municipal da CDU, também olha para esta proposta como uma forma de a autarquia "resolver alguns problemas de tesouraria". "Haverá um encaixe imediato de dinheiro, mas no longo prazo será prejudicial", garante. Os comunistas aguardarão, porém, que a proposta chegue à Assembleia Municipal para tomarem uma decisão definitiva sobre esta proposta.

O caderno de encargos do concurso público estabelece um período de concessão por 15 anos, que pode ser renovado por períodos de cinco, até um limite máximo de 30 anos. A entidade que ficar responsável pela gestão dos parquímetros de Braga terá como área de actuação 1172 lugares de estacionamento actualmente existentes. As regras do procedimento concursal fazem, porém, referência a um plano de expansão da área dos parquímetros, que pode ser proposta pelo futuro concessionário.



Público 2012-04-10
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Msilva » quinta abr 12, 2012 6:44 pm

Todas as privatizações levam a aumentos de preços.
Msilva
Bispo
 
Mensagens: 119
Registado: segunda ago 03, 2009 2:35 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Duarte » sexta abr 13, 2012 1:27 pm

Privatização dos parquímetros “não aumenta tarifas”

A oposição é “frontalmente contra”, mas a maioria socialista na Câmara Municipal de Braga já aprovou ontem as premissas que vão permitir ao executivo proceder à concessão de exploração do estacionamento pago na via pública na cidade. Logo que a Assembleia Municipal dê ‘luz verde’ ao processo, será lançado o concurso público para que a gestão e fiscalização dos parquímetros seja feita por uma entidade privada.

A coligação ‘Juntos por Braga’ deu nota pública da sua “total objecção” acusando a autarquia de estar a condicionar receitas futuras porque “está a transformar uma receita corrente dos próximos 15 ou 30 anos numa receita imediata”.
Ontem, Mesquita Machado argumentou que a concessão de exploração dos parquímetros pretende libertar a Polícia Municipal para outras tarefas, uma vez que à luz da lei a autarquia não pode admitir mais pessoal.

O presidente garantiu ainda que o modelo de gestão do estacionamento na via pública “não vai ter custos acrescidos” para as pessoas que vão continuar a pagar o mesmo.
“Continuará a ser a câmara a fixar as tarifas de estacionamento, da mesma forma que continua a ser a câmara a emitir e a receber as receitas relativas às avenças”, garantiu Mesquita Machado.
O edil sublinhou ainda que a câmara nunca receberá menos do que 40% das receitas arrecadadas nos parquímetros.

“A única mudança que se verificará se isto avançar é que o estacionamento, a conservação e instalação de equipamentos e a fiscalização passará a ser efectuada por uma entidade privada”, justificou Mesquita.
Logo que a Assembleia Municipal dê ‘luz verde’, avança o concurso. “O mercado dirá se há interessados ou não. Isto porque no Porto a autarquia tentou fazer o mesmo mas não houve interessados”, referiu Mesquita Machado, que falava na habitual conferência de imprensa após a reunião de câmara.
Os interessados terão de oferecer no mínimo três milhões de euros de adiantamento aos cofres do município.

Oposição critica caderno de encargos

O executivo socialista aprovou ontem o caderno de encargos, o programa do concurso e a designação do respectivo júri, num processo muito criticado por Ricardo Rio. O líder da oposição considera que este processo está a avançar “sem transparência”, desde logo porque o programa do concurso nada diz sobre “os requisitos de admissão ao concurso”. Assim, Rio conclui que “qualquer pessoa que esteja disposta a adiantar três milhões de euros poderá concorrer”.
Para Rio estão criadas as condições “para que uns concorrentes tenham acesso a informação privilegiada e outros não”.


Veremos até que ponto estas premissas serão cumpridas. Tenho as minha dúvidas...

Uma coisa que não é explicada na notícia é se a CMB tem na mesma o poder de eliminar/modificar/acrescentar lugares de estacionamento no caso de por exemplo eliminar estacionamento lateral numa determinada rua para em seu lugar adicionar faixas bus.. Se a autarquia ficar com as mão atadas em relação a isto, é estapafúrdio.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5082
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Brc20 » terça abr 17, 2012 11:40 am

Privatização dos parquímetros de Braga criticada pelo próprio PS

2012-04-16

A privatização dos 1200 parquímetros da cidade de Braga está a ser contestada no próprio PS, o partido maioritário na autarquia dirigida por Mesquita Machado.

Jorge Cruz, da comissão política concelhia, e apoiante do vice-presidente Vítor de Sousa nas eleições internas na secção bracarense manifestou-se abertamente contrário a esta opção aprovada na última reunião da câmara.

Foi durante o debate político semanal da Rádio Universitária que pode ser ouvido mais logo, às 8 da noite, que Jorge Cruz explicou os motivos da sua posição. Por outro lado, Jorge Cruz prevê que o concurso público de privatização dos parquímetros venha a ficar deserto. Isto porque, quem quiser ficar a gerir durante 15 anos, renováveis por outros 15, os parquímetros de Braga, terá de pagar entre 3 e 8 milões de euros, e entregar à autarquia entre 40 a 60% das receitas obtidas.

Apesar destas criticas, Jorge Cruz reconhece que a privatização dos parquímetros da cidade terá algumas vantagens, libertando os agentes da polícia municipal para outras funções e poupando despesas à camara na manutenção do equipamento.




rum.pt
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Brc20 » quinta abr 19, 2012 1:12 pm

Concessão não prejudica munícipes


BRAGA
2012-04-19visitas (167)comentários (0)
autor-Redacção


A concessão da exploração do estacionamento pago na via pública promete ser o tema quente da sessão de amanhã da Assembleia Municipal de Braga. A oposição é frontalmente contra a medida já aprovada em reunião de câmara, mas Mesquita Machado garante que não há motivos para os munícipes se preocuparem.

Em declarações ao ‘CM’, o presidente da câmara realça que aquilo que se pretende fazer em Braga é seguir um modelo que já está implementado em dezenas de municípios portugueses.
“Tem havido da parte da oposição, nomeadamente da oposição da direita, alguns argumentos que não colhem. Já existem dezenas de municípios, a grande maioria deles do PSD, que têm esse serviço concessionado. Até há dois municípios da CDU que também concessionaram o estacionamento, são eles Moura e Setúbal”, argumenta Mesquita Machado. O modelo é inclusive seguido em municípios do distrito de Braga, como Famalicão e Vila Verde.

O presidente da autarquia recorda que a implementação dos parquímetros na cidade de Braga visou a promoção da rotatividade dos lugares de estacionamento para que os cidadãos e o próprio comércio tivessem mais facilidades nessa matéria. “Obviamente que para que isso se verifique tem de haver uma fiscalização activa”, refere Mesquita Machado, explicando que neste momento a Polícia Municipal não tem capacidade para garantir essa fiscalização e consequente rotatividade.

“A fiscalização é feita pela Polícia Municipal que também está incumbida de efectuar a fiscalização de tudo o que é área administrativa do município. Não existe capacidade para que o actual efectivo dê conta de tudo e a lei não nos permite aumentar esse efectivo”, explica Mesquita Machado, realçando assim os motivos que estão subjacentes ao lançamento deste concurso público para a concessão da exploração do estacionamento na via pública.

Mesquita Machado salienta que, a concretizar-se, a concessão “abrange única e exclusivamente o poder de fiscalizar e cobrar as respectivas receitas de estacionamento”, sendo que a câmara embolsará “sempre uma percentagem nunca inferior a 40% das receitas dos parquímetros. Esse valor poderá ser maior dependendo das propostas”.

Tarifários são definidos pela câmara e aprovados pela assembleia municipal

Relativamente aos tarifários, o presidente da autarquia garan- te que “o valor a pagar pelos munícipes continuará a ser estabelecido pelo município”. Além de aprovado pela câmara, o tarifário carece também da viabilização por parte da Assembleia Municipal.
Sobre futuros lugares para estacionamento pago, Mesquita Machado realça que serão sempre estabelecidos única e exclusivamente pelo Município de Braga e nunca pelo privado.

“Nunca o privado poderá impor novos lugares”, frisa, realçando que o número de lugares é à volta de 1200. “Qualquer acréscimo ou decréscimo do número de lugares resultará de uma decisão da câmara. Não haverá aqui qualquer tipo de prejuízo ou de encargo para os munícipes”, afiança o presidente.

A concretizar-se a concessão, e Mesquita Machado espera que apareçam interessados, as avensas vão continuar a ser emitidas pela câmara, que também embolsa as respectivas receitas. A concessão do estacionamento na via pública implica que o privado pague à câmara um adiantamento de três milhões de euros, o que tem levado a oposição a dizer que o futuro do município está a ser hipotecado.

Segundo Mesquita Machado, este requisito no regulamento do concurso público visa unicamente “evitar que venham ‘curiosos’ a querer concorrer”, ou seja “evitar que concorram pessoas sem know-how e experiência nesta matéria”, recusando a ideia de que se trata de uma hipoteca.



Correio do Minho



Claro Mesquita Machado, claro... não há nada como ter o Correio do Minho a servir de panfleto.
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Meireles88 » segunda nov 05, 2012 5:34 pm

Isto avançou?
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Meireles88 » quarta nov 28, 2012 11:32 pm

Sobre o estacionamento no centro da cidade, ver a partir dos 0:55



Porque não cria a Associação de Comerciantes de Braga uma parceria com a BragaParques de modo a haver um desconto no parque caso sejam efectuadas compras no centro? Quem vai ao centro demora sempre uma horita, ora isso traduzido em €'s no parque são prai 1 eurito que lá fica não? Podiam fazer como no LCF, se fizerem compras lá têm 1 hora paga de parque, ou no BragaShopping que se forem ao cinema têm o parque pago também!! Levavam muita mais gente ao centro!

Medidas são precisas, isso é certo!
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Meneses » quinta nov 29, 2012 6:52 pm

Meireles88 Escreveu:
Porque não cria a Associação de Comerciantes de Braga uma parceria com a BragaParques de modo a haver um desconto no parque caso sejam efectuadas compras no centro? Quem vai ao centro demora sempre uma horita, ora isso traduzido em €'s no parque são prai 1 eurito que lá fica não? Podiam fazer como no LCF, se fizerem compras lá têm 1 hora paga de parque, ou no BragaShopping que se forem ao cinema têm o parque pago também!! Levavam muita mais gente ao centro!

Medidas são precisas, isso é certo!



São medidas tão simples e que poderiam levar muita mais gente ao centro. Sinceramente não percebo como é que a CMB e a ACB não repara no que se passa na cidade e não pensa em medidas tão simples!
Meneses
Presbitero
 
Mensagens: 9
Registado: quarta ago 05, 2009 2:32 pm

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Meireles88 » quarta jan 02, 2013 10:17 pm

Sempre foi concessionado?
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: Privatização do estacionamento nas ruas

Mensagempor Meireles88 » segunda jan 14, 2013 11:12 am

Braga: Estacionamento na via pública explorado pela ESSE

A Câmara Municipal de Braga aprova quinta-feira, em reunião de executivo, a minuta do contrato referente à concessão de exploração de estacionamento pago na via pública a celebrar com a empresa Britalar — Sociedade de Construções, SA. Na mesma reunião, a autarquia deve aprovar ainda a autorização para que a Britalar cesse a posição contratual a favor da E.S.S.E., uma empresa do mesmo grupo com sede em Espinho, no distrito de Aveiro.

Quatro milhões cento e dez mil euros é quanto o Município de Braga vai encaixar de imediato com esta concessão, a título de adiantamento.
O prazo de concessão é de 15 anos, contados a partir do início da exploração, mas prorrogável.
A concessionária fica obrigada ao pagamento de uma renda mensal da concessão equivalente a 51,5% das receitas brutas de exploração.

Recorde-se que foi em Setembro último que a Britalar ganhou o concurso público relativo à concessão de estacionamento. A empresa solicita agora a cessão da posição contratual a favor da E.S.S.E., empresa também do Grupo Britalar, que tem como objecto social único a concepção, construção e exploração de parques públicos de estacionamento subterrâneo para viaturas e a exploração de parques de estacionamento à superfície, “sendo mais focada no conceito da concessão apresentada”, justifica a Britalar no pedido de autorização que dirige à autarquia.

A Britalar garante ainda que “a pretendida cessão de posição contratual não põe de modo algum em causa o correcto e pontual cumprimento do contrato de concessão, constituindo inclusivamente um meio de assegurar as condições para uma melhor e mais eficiente execução”.

@CM

Britalar a ganhar. As multas por falta de pagamento do estacionamento vão para quem neste caso?
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3098
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: Privatização do estacionamento nas ruas (parquímetros)

Mensagempor Duarte » quarta jan 30, 2013 1:37 am

Siga, até ao colapso! Ja gora coloquem em zonas residenciais também, ou no concelho todo até!
Só apetece dizer: Ainda bem que o Ex-DV não abre tão cedo!

Câmara de Braga enche cidade com parcómetros

A Câmara Municipal de Braga prepara-se para privatizar o estacionamento automóvel em quase todas as ruas do casco urbano. O executivo tem em curso um processo que visa a colocação de parcómetros em quase noventa novas ruas.

DM


Quem tiver a notícia completa que arranje pf.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5082
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Próximo

Voltar para Sociedade e Politica

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron