Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Quadrilátero Urbano

Quadrilátero Urbano  

Espaço para a discussão sobre temas da nossa sociedade e política.

Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade

Mensagempor Mr Strangelet » quinta abr 03, 2008 9:26 am

“Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade,

a Inovação e a Internacionalização”



REDE DE CIDADES PARA A COMPETITIVIDADE:

SECRETÁRIO DE ESTADO HOMOLOGA CANDIDATURA







O Secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades homologa sexta-feira (4 de Abril), em Braga, o contrato-programa inerente ao projecto “Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização”, corporizado pelos municípios de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.

João Ferrão participa, assim, no acto público que acontece às 12h00 no Salão Nobre da Câmara Municipal de Braga (Praça do Município) e que, além do anfitrião Mesquita Machado, regista a presença dos presidentes das câmaras municipais de Barcelos (Fernando Reis) e de Guimarães (António Magalhães) e do vice-presidente de Famalicão (Jorge Paulo Oliveira).

O projecto “Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização” corporizado por estes quatro municípios do distrito de Braga é um dos cinco seleccionados a nível nacional para implementar as “acções preparatórias” do programa “Política de Cidades Polis XXI”.

A par dos municípios, o projecto tem como entidades-aderentes a Universidade do Minho, a Associação Industrial do Minho e o Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal.

O programa “Política de Cidades Polis XXI” prevê, no âmbito dos Programas Operacionais Regionais, «a promoção e formulação de estratégias de cooperação e a constituição de redes com massa crítica suficiente para atrair e desenvolver novas funções urbanas e actividades inovadoras, assim estimulando a cooperação urbana em rede».

O carácter inovador associado a estes objectivos justificou o lançamento das cinco acções-piloto no contexto nacional, que se pretendem sejam demonstrativas de modelos de cooperação entre cidades e possam dar origem a planos estratégicos para acesso aos financiamentos dos planos operacionais definidos para o período 2007/2013.

Estas “acções preparatórias” visam contribuir, antes de mais, para a construção de uma visão estratégica do desenvolvimento das cidades participantes que valorize os factores comuns de reforço da competitividade e de afirmação nacional e internacional.

Pretendem igualmente desencadear dinâmicas de preparação de parcerias estratégicas de cooperação interurbana demonstrativas de uma mudança de paradigma nas intervenções urbanas; e desenvolver iniciativas que contribuam para identificar projectos partilhados de inovação e de reposicionamento internacional das cidades.

A relevância, e necessidade, deste tipo de iniciativas – reconhecem os parceiros – é absolutamente inquestionável face aos objectivos ambiciosos que balizam a Política de Cidades, sendo tanto mais pertinente num contexto que pressupõe uma dinâmica de cooperação entre actores, públicos e privados, com escassa tradição e eficácia em Portugal.

Além disso, a criação desta rede e a candidatura por si apresentada deve ser entendida como primeiro passo, mas fundamental, de um processo mais amplo, que envolva a programação estratégica de investimentos estruturantes e a respectiva concretização.

Conforme já referido, a Rede de Cidades Braga/Guimarães/Famalicão/Barcelos representa uma população da ordem dos 600 mil habitantes, significativamente jovem no contexto nacional e internacional, com uma assinalável massa crítica, a que não é alheio o facto de aqui estarem sediados importantes estabelecimentos de ensino superior, frequentados por mais de 20 mil alunos, bem como unidades de investigação cujo âmbito extravasa os interesses regionais e nacionais.

Para o Município de Braga, enquanto proponente da candidatura, a selecção do projecto minhoto motiva «uma expressão de satisfação, desde logo porque a implementação da proposta política subjacente a este programa vai permitir a reunião de sinergias conducentes a estratégias de cooperação em novas funções urbanas e actividades inovadoras».

Os projectos a desenvolver neste contexto, resultantes dos estudos a efectuar nas acções preparatórias, – considera a Presidência da Câmara Municipal de Braga – vão adicionar à dimensão intra-urbana uma visão mais ampla, que conceba o desenvolvimento das cidades deste quadrilátero numa rede urbana voltada para a competitividade e inovação, sempre apontando a sua máxima internacionalização.



Câmara Municipal de Braga, 2 de Abril de 2008

P’ O Gabinete de Comunicação,



(João Paulo Mesquita)
ImagemImagem :FACEPALM: ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5366
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

O Quadrilátero

Mensagempor CesarGomes » terça jun 24, 2008 5:31 pm

Fundos comunitários: Braga, Barcelos, Guimarães e Famalicão assumem-se como uma só região

Famalicão, 23 Jun (Lusa) - O "Quadrilátero Urbano do Minho" foi hoje apresentado como a solução para que quatro cidades minhotas possam candidatar-se aos Programas Operacionais Regionais, disse à Lusa o presidente da Câmara de Famalicão.
tamanho da letra
ajuda áudio
enviar artigo
imprimir

"Se em vez de uma cidade falarmos de um conjunto de urbes a funcionar em rede, então estamos a falar numa região", frisou o social-democrata Armindo Costa.

O autarca participava na apresentação do "Quadrilátero Urbano do Minho", uma entidade formada pelos concelhos de Braga, Barcelos, Guimarães e Famalicão.

A constituição desta rede urbana foi a forma encontrada para poder beneficiar dos Programas Operacionais Regionais até 2013.

"Estamos a criar no Baixo Minho uma rede urbana para a competitividade e inovação que visa dotar a região de infra-estruturas e equipamentos que permitam ultrapassar as fragilidades existentes", sustentou Armindo Costa.

Este desafio para a união entre os quatro municípios onde residem 600 mil pessoas, partiu da Câmara de Braga.

Para além das autarquias, o projecto tem como parceiros a Universidade do Minho, a Associação Industrial do Minho e o Centro Tecnológico da Industria Têxtil.

O programa, que será desenvolvido em três eixos, prevê para o primeiro a formação de parcerias para a regeneração urbana, tal como aconteceu com o Programa Polis, e pretende recuperar urbanisticamente as áreas mais emblemáticas de cada cidade.

O segundo eixo aponta para a constituição de uma rede urbana para a competitividade e inovação.

O último visa a implementação de acções inovadoras para o desenvolvimento urbano.

EYM.

Lusa/Fim
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Quadrilátero Digital

Mensagempor CesarGomes » sábado jun 28, 2008 6:55 am

Braga lidera Quadrilátero Digital para a inovação e competitividade.

A Câmara Municipal de Braga é a coordenadora do projecto "Quadrilátero Digital", que visa alargar aos demais concelhos as infra-estruturas e potencialidades de comunicação e de trabalho online, que têm vindo a ser realizadas no âmbito do "Braga Digital".
O “salto digital” da região é, assim, assumido como «um dos vectores estratégicos» para o desenvolvimento do pólo urbano, constituído por Braga, Guimarães, Famalicão e Barcelos.
Texto, José Carlos Lima
@DM
Publicado a 28-06-2008
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Braga é a coordenadora do projecto "Quadrilátero Digital"

Mensagempor CesarGomes » sábado jun 28, 2008 7:01 am

Quadrilátero Barcelos- Braga- Famalicão- Guimarães unidos pela era digital. Realizou-se hoje o primeiro encontro do grupo temático do Quadrilátero Digital 27-06-2008

Projecto Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização” já está em marcha.

Nesta altura decorrem acções preparatórias dos cinco grupos de trabalho: Quadrilátero Digital é liderado por Braga; Potencial Humano por Guimarães; a AiMinho cabe-lhe o grupo de Cooperação e Qualificação Empresarial; Mobilidade intra e inter-urbana é da responsabilidade de Barcelos; e Famalicão lidera Regeneração e Dinâmicas Culturais.

Esta manhã, reuniu, em Braga, o grupo temático do Quadrilátero Digital, que sentou à mesma mesa técnicos da área digital dos quatro municípios, Associação Industrial do Minho, Citeve e Universidade do Minho.

Esta tarde, em Braga, foram apresentadas as acções preparatórias da rede urbana para a competitividade e inovação do quadrilátero Barcelos- Braga- Famalicão e Guimarães.

Até Setembro deste ano os sete parceiros vão apresentar 5 candidaturas intermunicipais para projectos de inovação e competitividade.

@Antena Minho
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: O Quadrilátero

Mensagempor CesarGomes » sábado jun 28, 2008 7:14 am

Municípios unidos pela fibra ópticaLigar os municípios de Braga, Barcelos, Guimarães e Famalicão por fibra óptica é um dos projectos que está em cima da mesa no âmbito do projecto ‘Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização’.

Patrícia Sousa

As acções preparatórias do projecto ‘Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização’, que os municípios de Braga, Barcelos, Guimarães e Vila Nova de Famalicão se candidataram ao Programa ‘Política de Cidades Polis XXI’, continuam a decorrer. O ‘quadrilátero digital’, um dos grupos de trabalho liderado pelo município de Braga, reuniu ontem e tem em cima da mesa a possível ligação por fibra óptica dos quatro concelhos.
O coordenador técnico do grupo de trabalho do quadrilátero digital salientou, ontem à margem de mais uma acção de sensibilização sobre o projecto, que “estas acções preparatórias têm ajudado a trabalhar em rede, constituindo assim o plano estratégico que tem que ser apresentado em Outubro”.

A reunião da acção de trabalho ‘quadrilátero digital’ realizou-se, ontem de manhã na sede do Braga Digital’. “Vamos avaliar se a experiência de Braga na infra-estrutura digital é extensível aos outros municípios”, justificou o coordenador técnico do município, José Pedro Machado.
E explicou: “a ideia é ligar os quatro concelhos, desde os edifícios municipais, às escolas, às bibliotecas e a outras infra-estruturas por fibra óptica”. O coordenador admitiu que esse projecto “pode elevar a competitividade em relação a outras regiões”.

O projecto, que para além dos quatro municípios tem como parceiros a Universidade do Minho, a Associação Industrial do Minho e o CITEVE, está dividido em cinco áreas temáticas.
Para além do ‘quadrilátero digital’, coordenado pelo município de Braga, há o ‘potencial humano’, chefiado por Guimarães, a ‘cooperação e qualificação empresarial’, liderada pela Associação Industrial do Minho, a ‘mobilidade intra e inter urbana’, orientada pelo município de Barcelos e a ‘regeneração e dinâmicas culturais’, comandada por Famalicão. “Já é uma inovação sentar à mesma mesa os quatro municípios e os três parceiros. Neste momento falta apenas reunir o grupo do ‘potencial humano’”, salientou.

@Correio do Minho
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Quadrilátero Urbano

Mensagempor CesarGomes » terça set 23, 2008 11:18 pm

Aqui está o tópico dedicado ao quadrilátero urbano, que despensa apresentações.

Noticia de hoje:

Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães

QUADRILÁTERO ELEGE COMO PRIORIDADE
MALHA REGIONAL DE FIBRA ÓPTICA

Os municípios de Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães, agrupados no "Quadrilátero Urbano para a Competitividade, Inovação e Internacionalização", vão incluir no Programa Estratégico de Cooperação, a candidatar ao programa "Política de Cidades Polis XXI", um projecto para instalação de uma malha regional de fibra óptica.
Deste programa estratégico fazem, igualmente, parte projectos nas áreas da Mobilidade, Regeneração Urbana e Dinâmicas Culturais e, ainda, Cooperação e Qualificação Empresarial.
A decisão sobre os projectos a candidatar foi agora tomada em reunião que juntou a tutela política das quatro câmaras municipais no Quadrilátero, no caso os vereadores Manuel Marinho (Barcelos), Nuno Alpoim (Braga), Leonel Rocha (Famalicão) e Júlio Mendes (Guimarães).
A candidatura do Quadrilátero é formalizada a 6 de Outubro, culminando, assim, vários meses de trabalho conjunto.

Quadrilátero Digital

O "Quadrilátero Digital" é o projecto de maior volume financeiro, apontando para um investimento global superior a oito milhões de euros. O objectivo é a instalação de uma malha regional de fibra óptica, que ligue os quatro concelhos, assegurando também criação de uma rede interna em cada um deles.
Este projecto permite, por exemplo, a ligação em rede dos edifícios municipais e outros de interesse, como museus, bibliotecas, repartições públicas, escolas, etc.
Prevê, de igual forma, a criação de diversos serviços, de que se destaca a disponibilização de pontos de acesso em zonas específicas dos centros urbanos, a exemplo do que estás prestes a acontecer em Braga.
Entre as mais-valias do projecto "Quadrilátero Digital" sobressaem as vantagens da rede de fibra óptica no âmbito da modernização administrativa, designadamente através da possibilidade de criação de mais e melhores serviços a prestar aos munícipes e agentes económicos.
Uma perspectiva que - de acordo com os promotores - vai potenciar a eficiência dos recursos da administração local e de outras entidades, como estabelecimentos escolares e unidades de saúde.
A instalação da malha urbana de fibra óptica visa melhorar ainda a qualidade dos serviços digitais privados ao dispor dos munícipes, designadamente através do aumento da largura de banda.
Em termos mais gerais, o "Quadrilátero Digital" representa um contributo para a geração de emprego e riqueza ao assumir-se como um projecto capaz de dar à região maior capacidade em termos de captação e retenção de investimento, tornando-a também mais atractiva para o investimento em sectores tecnológicos.

Mobilidade Urbana

Do Plano Estratégico para a Cooperação faz, igualmente, parte um projecto direccionado para a "Mobilidade Urbana no Quadrilátero", dividido em três áreas de trabalho: realização de um estudo integrado para a elaboração de um diagnóstico sobre a situação dos quatro municípios em termos de trânsito e transportes; a implementação de um "sistema inteligente de apoio à decisão"; e a criação de um "centro de gestão de mobilidade".
O projecto relativo à mobilidade urbana pretende responder a factores de preocupação, como a dinâmica de crescimento da região, a existência de infra-estruturas subaproveitadas, a dependência de outros pólos de atracção e geração de transportes, e a melhor forma de organizar e gerir o território em termos de trânsito e transportes.

Regeneração Urbana e Dinâmicas Culturais

O projecto direccionado para a "Regeneração Urbana e Dinâmicas Culturais" compreende, por um lado, acções de investigação e desenvolvimento no âmbito a recuperação do edificado dos centros urbanos. Por outro, a dinamização criativa, tendo em vista, por exemplo, a atracção e fixação de agentes artísticos.
Do ponto de vista cultural, destaque para a pretensão de implementar um sistema integrado que permita aos munícipes adquirir, nos seus próprios concelhos, ingressos para os eventos que se realizem nas cidades do Quadrilátero.

Cooperação e Qualificação Empresarial

A qualificação do acolhimento às empresas no Quadrilátero é uma das prioridades do projecto para a "Cooperação e Qualificação Empresarial".
Para o cumprimento deste objectivo, prevêem os municípios promotores um levantamento sobre a oferta de espaços para acolhimento empresarial e a definição do melhor modelo de gestão desses espaços em rede.
Envolve, ainda, a elaboração de um estudo de diagnóstico do percurso de internacionalização do Quadrilátero, que implica a definição das futuras estratégias de promoção da região.
Nesse sentido, aponta-se a criação de uma estrutura de governação supra-municipal de suporte à internacionalização empresarial da rede urbana.
Recorde-se que “Um Quadrilátero Urbano para a Competitividade, a Inovação e a Internacionalização” foi um dos cinco projectos seleccionados a nível nacional para implementar as “acções preparatórias” do programa “Política de Cidades Polis XXI”, co-financiado pela Direcção-Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano.
A par dos municípios, tem como entidades-aderentes a Universidade do Minho, a Associação Industrial do Minho e o Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal (CITEVE).
O programa “Política de Cidades Polis XXI” prevê, no âmbito dos Programas Operacionais Regionais, «a promoção e formulação de estratégias de cooperação e a constituição de redes com massa crítica suficiente para atrair e desenvolver novas funções urbanas e actividades inovadoras, assim estimulando a cooperação urbana em rede».

Câmara Municipal de Braga, 23 de Setembro de 2008
P’ O gabinete de Comunicação,

(João Paulo Mesquita)
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Quadrilátero

Mensagempor mister B » quarta set 24, 2008 12:57 am

Esperemos que comece a dar frutos em breve...
I love Braga
mister B
Arcebispo
 
Mensagens: 1474
Registado: sábado jul 05, 2008 9:27 pm

Re: Quadrilátero

Mensagempor Mr Strangelet » quarta set 24, 2008 8:45 pm

Também já foi tornado publico o logotipo da candidatura.
Esperemos que este projecto importantissimo para a regiao seja aprovado.
ImagemImagem :FACEPALM: ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5366
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Quadrilátero

Mensagempor DoctorDre » quarta set 24, 2008 9:01 pm

há algúm site onde se possa ver os projectos em estudo e etc?

Já agora no que toca à mobilidade podiam é começar a estudar a ligação por comboio entre as cidades! Corrijam-me se estou errado mas Braga-Famalicão é a única!
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Quadrilátero

Mensagempor CesarGomes » quarta set 24, 2008 9:10 pm

andre_carneiro Escreveu:há algúm site onde se possa ver os projectos em estudo e etc?

Já agora no que toca à mobilidade podiam é começar a estudar a ligação por comboio entre as cidades! Corrijam-me se estou errado mas Braga-Famalicão é a única!

O único site que conheço é o da CMB. Sim a única ligação actualmente em comboio é apenas Braga e Famalicão. Já houve Braga - Barcelos e, muito escassa, Famalicão - Guimarães por linha estreita. A linha de Guimarães vinha até Lousado, e depois até Famalicão pela linha do Minho, esta tinha um terceiro carril interior para os comboios de linha estreita. De Famalicão proceguia para a Póvoa.
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Quadrilátero

Mensagempor DoctorDre » quarta set 24, 2008 9:21 pm

CesarGomes Escreveu:
andre_carneiro Escreveu:há algúm site onde se possa ver os projectos em estudo e etc?

Já agora no que toca à mobilidade podiam é começar a estudar a ligação por comboio entre as cidades! Corrijam-me se estou errado mas Braga-Famalicão é a única!

O único site que conheço é o da CMB. Sim a única ligação actualmente em comboio é apenas Braga e Famalicão. Já houve Braga - Barcelos e, muito escassa, Famalicão - Guimarães por linha estreita. A linha de Guimarães vinha até Lousado, e depois até Famalicão pela linha do Minho, esta tinha um terceiro carril interior para os comboios de linha estreita. De Famalicão proceguia para a Póvoa.


Falou-se creio aqui no Forum tb que se podia optar por um tipo de metro do minho... mas na minha opinião não há mobilidade que justifique um metro... um lighttrain bem conectado aos transportes públicos de cada cidade deveria ser suficiente!
Em braga claro reclamamos o tram!
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Quadrilátero

Mensagempor CesarGomes » quarta set 24, 2008 9:27 pm

andre_carneiro Escreveu:[...

Falou-se creio aqui no Forum tb que se podia optar por um tipo de metro do minho... mas na minha opinião não há mobilidade que justifique um metro... um lighttrain bem conectado aos transportes públicos de cada cidade deveria ser suficiente!
Em braga claro reclamamos o tram!

O ideal era interligar as cidades por comboio. Depois as que justificassem um electrico. Assim de repente no Minho só vejo Braga com potencial.
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Quadrilátero

Mensagempor DoctorDre » quarta set 24, 2008 9:42 pm

CesarGomes Escreveu:O ideal era interligar as cidades por comboio. Depois as que justificassem um electrico. Assim de repente no Minho só vejo Braga com potencial.


Mas acho que comboio tb deve ser um investimento muito maior que se for light-train... uma especie de metro mas mais rápido, com menos paragens. As estações intermedias podem ser minusculas e o "metro/comboio" pode-se até integrar melhor com o transito das cidades de modo a chegar ao máximo possivel ao centro das cidades e terriolas!
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Quadrilátero

Mensagempor CesarGomes » quarta set 24, 2008 9:48 pm

andre_carneiro Escreveu:
CesarGomes Escreveu:O ideal era interligar as cidades por comboio. Depois as que justificassem um electrico. Assim de repente no Minho só vejo Braga com potencial.


Mas acho que comboio tb deve ser um investimento muito maior que se for light-train... uma especie de metro mas mais rápido, com menos paragens. As estações intermedias podem ser minusculas e o "metro/comboio" pode-se até integrar melhor com o transito das cidades de modo a chegar ao máximo possivel ao centro das cidades e terriolas!

Ai que confusão vai nessa cabeça. Um metro é um comboio pesado preparado para ter paragens a curtas distâncias, na ordem dos 700m. Se aumentas a distância de paragens fica um comboio normal. :good: Em média as paragens do ramal de Braga distam cerca de 1,5km uma da outra. Depois o comboio pesado tem outra vantagem em relação ao ligeiro, o pesado normalmente anda na ordem de 3,4m de largura, enquanto que o ligeiro anda na ordem dos 2,4m. Em viagens maiores convém ter conforto e estar sentadinho.
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Quadrilátero

Mensagempor DoctorDre » quarta set 24, 2008 9:59 pm

:roll: não estou confuso... só não me estou a expressar como queria!
Vês por exemplo as estações de comboio entre braga e porto... ocupam espaços grandes e são vistosas etc...
agora estás a ver o tempão que leva o metro do porto a chegar à povoa...
ok, agora junta o tipo de estações, com um comboio mais confortavel, mas sem tt paragem como um metro :D
CAPICE?! :D

Acho que se integra melhor na paisagem e possivelmente nas cidade e pode vir, sem grandes custos, a integrar as redes de eléctrico/metro de cada cidade. :drink:
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Próximo

Voltar para Sociedade e Politica

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron