Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Ciência - Discussão Geral

Ciência - Discussão Geral  

Espaço para discutir as últimas da ciência e tecnologia.

Re:

Mensagempor Mr Strangelet » domingo nov 08, 2009 9:54 pm

Bracarensis Escreveu:Eu estive a seguir pelo Heavens Above a trajectória da ISS desde que estava sobre o Chile apenas 20 min. antes da hora marcada para Braga. Vê lá bem a velocidade da "bicha".


Realmente é impressionante :shock:

Strange Escreveu:da proxima avisa e convida o pessoal para um local... assim vemos todos :D


Cá está uma boa ideia :D
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » quinta nov 12, 2009 12:50 pm

CiênciaHoje Escreveu:Galileu por um dia
Projecto do Ano Internacional da Astronomia
2009-11-11

Imagem
Pode ser acompanhado em tempo real nas redes sociais

Olhar o Sol de frente, descobrir-lhe os segredos e tornar-se por momentos um cientista do longínquo século XVII, fascinado com o novo mundo que só uma luneta deixa descobrir. Este fim-de-semana, o Ano Internacional da Astronomia (AIA) desafia os portugueses a ousarem passear os seus olhos pela estrela mais próxima da Terra. As 'visitas' guiadas ao Sol terão lugar, sábado e domingo, em Bragança, Espinho, Mira, Constância e São Pedro do Estoril.

A iniciativa está integrada no projecto do AIA, "E Agora Eu Sou Galileu", que desde Fevereiro tem dado a conhecer os objectos do céu observados por Galileu Galilei há precisamente 400 anos e que acabariam por torná-lo um dos mais aclamados cientistas de todos os tempos: Vénus, Lua, Saturno, Júpiter e as manchas solares.

Do século XVII directamente para o século XXI, o desafio pode ser acompanhado em tempo real nas redes sociais – Facebook e Twitter. Na próxima sexta-feira, há "voltas" ao Sol em telescópio no Centro Ciência Viva de Bragança, das 14 às 17 h, no Centro Multimeios de Espinho, a partir das 15h e no Observatório Astronómico de Mira, das 15 às 18h.

No mesmo dia, o Sol vai ainda estar debaixo de olho no Parque de Astronomia de Constância (das 15 às 19h), uma cortesia do Centro Ciência Viva local, e em São Pedro do Estoril, no Centro de Interpretação Ambiental da Ponta do Sal (Avenida Marginal), numa organização do NUCLIO - Núcleo Interactivo de Astronomia.

...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor DoctorDre » sábado nov 14, 2009 12:21 am

NASA descobriu água na Lua

Imagem

A NASA anunciou hoje, sexta-feira, que descobriu quantidades substanciais de água na Lua através da missão da sonda LCROSS, que colidiu contra a superfície lunar em Outubro.

A sonda LCROSS tinha como missão recolher as poeiras libertadas pelo impacto de um foguete lançado contra a Lua.

O dados recolhidos ainda estão a ser analisados, mas na NASA acredita-se que foi desvendada mais uma “camada” de conhecimento sobre o “nosso vizinho mais próximo”, diz o chefe da missão lunar da NASA, Michael Wargo.

O impacto do foguete Centauro libertou perto de 350 toneladas de detritos que foram analisados em 4 minutos pela sonda LCROSS, antes desta se despenhar também na superfície da lua.

A sonda LCROSS percorreu perto de nove milhões de quilómetro durante 113 dias e atingiu a Lua no dia 9 de Outubro, na região de Cabeus, perto do pólo Sul do planeta.

As descobertas feitas por esta missão indicam que a quantidade de água presente na lua será maior do que o esperado anteriormente.

in JN


É mesmo verdade: há água no pólo sul da Lua, no lado que fica sempre às escuras

É a confirmação: no lado escuro da lua, nas crateras permanentemente obscuras do pólo sul, há muita água congelada. O choque do motor de um foguetão Centauro contra a cratera Cabeus, a 9 de Outubro, observado de perto pela sonda LCROSS da NASA, permitiu confirmar o que outros engenhos enviados até ao satélite natural da Terra tinham já sugerido com bastante certeza.
Muhammad hamed/REUTERS


Imagem
A água congelada na Lua pode revelar-nos como era o Sistema Solar há muitos milhões de anos

"Estamos em êxtase", disse Anthony Colaprete, cientista do projecto LCROSS, citado num comunicado de imprensa divulgado pela agência espacial norte-americana.

"Múltiplas provas mostram que estava presente água tanto na pluma de vapor como na cortina de materiais ejectados pelo impacto. Ainda temos de fazer mais análises para estudar a concentração e distribuição da água e de outras substâncias, mas é seguro já dizer que a cratera Cabeus tem água", explicou.

Os espectrómetros que iam na sonda mostram uma assinatura química inconfundível nos espectros do ultravioleta e do infravermelho, que só pode ser água. "Nenhuma outra combinação razoável de compostos correspondia às observações. A possibilidade de haver uma contaminação do motor Centauro também foi posta de parte", adiantou Colaprete.

Assim sendo, ficam os cientistas sem qualquer sombra de dúvida na sua mente: há água na Lua, o que facilitaria qualquer tentativa de colonização. A água pode ser usada para consumo humano, claro, mas também para fazer combustível para foguetões, por exemplo.

Só que o sonho de regressar à Lua e aí construir bases foi mais uma vez afastado, com a publicação, no fim do Verão, de um relatório de uma comissão independente sobre qual deve ser a estratégia da NASA.

O regresso à Lua, abandonada desde que o último astronauta norte-americano pisou o seu solo poeirento, em 1972 (só algumas raras sondas a visitaram desde então), fora anunciado pelo Presidente George W. Bush em 2004, mas foi agora considerado um passo desnecessário, que o orçamento da NASA não comporta.

No entanto, descobrir água na Lua, congelada há muitos milhões de anos, pode permitir-nos descobrir como era o Sistema Solar então — mesmo usando só máquinas.

in Público.pt
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4267
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » sábado nov 14, 2009 12:29 am

andre_carneiro Escreveu:...As descobertas feitas por esta missão indicam que a quantidade de água presente na lua será maior do que o esperado anteriormente.

in JN

...sim! Em vez de um jarro, descobriu-se que a final há uns baldes!!! (A água como a conhecemos e imaginamos, será sempre muito dificil de encontrar num planeta que não tenha uma atmosfera "minimamente" semelhante à nossa). Estão lá, de facto, as moléculas de H2O em maior quantidade do que se supunha, mas... Chamar-lhe água, acho mais uma fantasía de jornalista (incentivada, obviamente, pela própria NASA, para não parecer um fracasso a missão a que se propôs!)
IMHO
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » sábado nov 28, 2009 4:45 pm

:shock: Vejam isto!!! :shock:
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor braga37 » sábado nov 28, 2009 7:20 pm

Bracarensis Escreveu::shock: Vejam isto!!! :shock:


Demais! :shock: :shock:
Avatar do Utilizador
braga37
Cardeal
 
Mensagens: 5194
Registado: quarta fev 27, 2008 7:06 pm
Localização: Braga

Mensagempor mister B » sábado nov 28, 2009 8:40 pm

Incrivel!!!
Ninguem morreu de ataque cardiaco?
I love Braga
mister B
Arcebispo
 
Mensagens: 1474
Registado: sábado jul 05, 2008 9:27 pm

Mensagempor tony » sábado nov 28, 2009 9:11 pm

BEMMM , fOD*se eu se visse aquilo pensava que estavam a atacar os iraquianos ...
Imagem
Avatar do Utilizador
tony
Arcebispo
 
Mensagens: 1024
Registado: segunda jul 13, 2009 1:19 pm
Localização: Braga

Mensagempor jcmarques » segunda nov 30, 2009 12:23 am

fez-se dia por esses lados da africa do sul
Imagem
Imagem
Avatar do Utilizador
jcmarques
Cardeal
 
Mensagens: 2463
Registado: terça abr 22, 2008 8:48 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » sexta dez 11, 2009 2:28 pm

CiênciaHoje Escreveu:Oleão é o novo ecoponto
Depósito concebido para garrafas e garrafões até cinco litros
2009-12-10

Imagem
Novo ecoponto tem bacia de retenção para óleos

Reciclar está na ordem do dia. Existe o ecoponto amarelo para o plástico e metal, o azul para o papel e cartão, o verde para o vidro, o pilhão para as pilhas usadas e, agora, com o objectivo de proteger o ambiente do efeito altamente poluente dos óleos, a Otto Portugal desenvolveu o «Oleão Cyclea».

Este novo depósito foi concebido para garrafas e garrafões até cinco litros de óleos alimentares usados. Toda a concepção do produto teve em conta os efeitos negativos deste líquido, tendo sido criada, por isso, uma bacia de retenção para os óleos que forem derramados fora do depósito, para evitar uma possível contaminação do ambiente.


Este contentor tem ainda a particularidade de integrar uma plataforma de retenção interior e, quando estiver cheio, pode facilmente ser substituído por um vazio.

“A gestão de resíduos urbanos é cada vez mais importante, logo, temos de inovar e criar soluções adequadas à realidade portuguesa. Uma gota de óleo pode poluir 25 litros de água potável e agora temos um produto real que vem materializar a vontade e necessidade de separar e reciclar os óleos. Estamos no mercado para corresponder às expectativas e necessidades dos cidadãos”, refere Sérgio Ramos, director-geral da Otto Portugal.

Os óleos depois de recolhidos serão tratados e reaproveitados, por exemplo, para o fabrico de biodiesel. Existem já algumas autarquias interessadas no oleão, de forma a disponibilizar as mais recentes inovações aos munícipes.
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Do Macro ao Micro...

Mensagempor Bracarensis » quarta dez 23, 2009 3:29 pm

Para quem gostar, aqui fica uma excelente animação de uma conceituada revista francesa de ciência: Science & Vie
:drink:
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Do Macro ao Micro...

Mensagempor Mr Strangelet » quinta dez 24, 2009 1:12 pm

Bracarensis Escreveu:Para quem gostar, aqui fica uma excelente animação de uma conceituada revista francesa de ciência: Science & Vie
:drink:


Conheço várias animações desse género, mas a minha preferida é a original, feita na década de 70.



Fantástica :D
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » terça jan 05, 2010 10:33 am

Embora com alguns dias de atraso, deixo aqui a notícia:
Ciência Hoje em 2009-12-29 Escreveu:Copérnico enterrado novamente 467 anos após a sua morte
Restos mortais encontrados nos arredores da catedral de Frombork, Polónia


Imagem
Reconstrução facial corresponde a retratos de Copérnico

Os ossos do astrónomo polaco, Nicolau Copérnico (1473-1543), foram descobertos há quatro anos por arqueólogos locais, durante escavações nos arredores da catedral de Frombork e, 467 anos após a sua morte, terá um novo funeral, com cerimónia solene agendada para dia 22 de Maio de 2010.

Três anos após a exumação, análises de DNA determinaram que os restos mortais lhe pertenciam e foi esta a hipóteses que corroborou a especialistas forenses que a reconstrução facial do crânio correspondia aos retratos de Copérnico ainda conservados.

Os ossos encontrados serão sepultados debaixo de um dos altares da catedral e, no próximo mês, irão começar os trabalhos para se construir um túmulo de duas toneladas de granito negro. A informação foi dada por um porta-voz eclesiástico da diocese de Ermland, no Nordeste da Polónia.


Imagem
Astrónomo terá novo funeral

"Agora temos a certeza de que o crânio encontrado em Frombork é o de Nicolau Copérnico", disse a um diário brasileiro o professor Jerzy Gassowski, do Instituto de Arqueologia de Pultusk, que em 2005 descobriu os restos atribuídos ao astrónomo.

O cientista revolucionou a Astronomia mundial ao dizer que a “Terra gira em torno do Sol” e a sua obra «De Revolutionibus Orbium Coelestium», considerada uma pedra basilar da astronomia, desenvolve a teoria heliocêntrica – na qual defende que o astro permanece estático com revoluções dos planetas em seu redor por um determinado período, formando um sistema: o solar.

Quando afirmou que a Terra se move em torno do Sol, em 1543, o cientista Nicolau Copérnico não apenas divulgou um novo postulado científico, aquilo que ele provocou foi uma revolução no pensamento ocidental, ao tirar pela primeira vez o homem do centro do Universo. Até então, a teoria geocêntrica de Ptolomeu, em que tudo girava em volta da terra, era a verdade que guiava a filosofia, a ciência e a religião.


Imagem
Restos mortais enterrados na Catedral de Frombork


Vida e obra

Nascido numa família de ricos comerciantes, Nicolau Copérnico foi educado pelo tio, futuro bispo de Ermland, depois de ficar órfão aos onze anos. Em 1491 ingressou na Universidade de Cracóvia, onde estudou astronomia e matemática. Na busca incessante de novos conhecimentos, viajou para a Itália, em 1497. Na Universidade de Bolonha, estudou direito canónico durante três anos. A seguir, frequentou as universidades de Roma, Pádua e Ferrara e aprendeu medicina, direito, astronomia e matemática.

Só regressou definitivamente à Polónia em 1506 estabelecendo-se em Frauenburg (Frombork), onde realizou as primeiras observações feitas por instrumentos que ele próprio construiu. A teoria heliocêntrica ainda era apresentada apenas como hipotética, tendo começado a circular em 1529. Quatro anos depois, o papa Clemente VII solicitou uma exposição fundamentada e, em 1536, o cardeal Schönberg pediu que fosse publicada, mas Copérnico adiou a publicação, alegando a necessidade de elaborar uma teoria mais completa.

No ano seguinte, por intermédio de Rheticus, o primeiro livro completo, «De Revolutionibus Orbium Coelestium», foi enviado para publicação. Mas a obra só foi impressa, provavelmente, em 1543, contendo emendas e alterações sem o consentimento de Copérnico. O manuscrito original permaneceu com o autor até sua morte.
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » terça jan 05, 2010 10:39 am

Dois comentários, no site do "Ciência Hoje", sobre a notícia do "Enterro de Copérnico 467 anos depois da sua morte":

Antonio Caruso Gonçalves, em 2010-01-01 às 13:32, disse:
Copérnico merece esta homenagem, pois foi ele que indubitavelmente contribuiu de forma definitiva para, a posteriori, Galileu subir nos ombros de Copérnico, e, ver mais longe, dando início assim a era da astronomia moderna.

JOAQUIM MORAIS, em 2009-12-30 às 20:48, disse:
A verdadeira riqueza de um HOMEM é o bem que ele faz neste mundo.
...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

Re: Ciência - Discussão Geral

Mensagempor Bracarensis » terça jan 05, 2010 10:48 am

Ciência Hoje em 2010-01-04 Escreveu:Estudo revela novos dados sobre a exosfera da Lua
Primeira observação espacial indica que ventos solares são essenciais


Imagem
A dinâmica da exosfera Lunar

Há já várias décadas que os cientistas sabem que a Lua, apesar de não ter atmosfera, tem uma camada muito fina de exosfera. Os cientistas acreditam que os iões que compõem a exosfera lunar são gerados tanto na superfície da Lua através da interacção com fotões solares, como no plasma da magnetosfera da Terra.

No entanto, os investigadores não têm a certeza sobre qual dos processos mais contribui para a existência dos iões da exosfera lunar.


Utilizando instrumentos a bordo do veículo lunar japonês SELENE (também conhecido como Kaguya) os investigadores fizeram a primeira observação espacial da exosfera da Lua quando esta se encontrava dentro da magnetosfera terrestre.

Foram detectados iões de vários elementos a 100 quilómetros de altitude da superfície lunar. Estudos anteriores tinham detectado iões originários da Lua quando esta estava no vento solar. Este novo estudo é o primeiro a detectar estes iões quando a Lua não está a ser afectada pelas partículas do vento solar.

Os resultados, publicados na «Geophysical Research Letters» providenciam novos dados acerca da origem da exosfera lunar e indicam que os processos ligados aos fotões solares predominam no fornecimento de componentes para a exosfera.

Artigo: First in situ observation of the Moon-originating ions in the Earth's Magnetosphere by MAP-PACE on SELENE (KAGUYA)

...Se gostas da noite, conquista o teu pedacinho de Céu e não tires os olhos de cima!!!
ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Bracarensis
Arcebispo
 
Mensagens: 855
Registado: quarta nov 19, 2008 11:47 am
Localização: Braga

AnteriorPróximo

Voltar para Ciência e Tecnologia

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron