Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Velha-a-Branca

Velha-a-Branca  

Museus, Bibliotecas, Música, Exposições, Festas, Teatro, Concertos….

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor Duarte » quarta fev 02, 2011 10:02 pm

Pessoal, amanha eu e andré_carneiro vamos ao "Conversa no Tanque", se estiveram minimamente atentos sabem que o tema é "Mobilidade e Democracia" tendo a certeza que também se falará muito de urbanismo pela sua relação com a mobilidade e até pelos estudos e especializações que o orador tem. O andré_carneiro vai levar a entrevista ao Sr. Artur Silva impressa como "cábula" para contrapor algumas ideias e lançar algumas discussões. Estão assim lançados os ingredientes para um grande serão, em vez de ficarem em casa a ver telenovelas.xb

Seria interessante ter mais gente do BA, também era uma maneira do fórum marcar "presente" e depois até se bebia um copo e dava-se duas de treta.

Alguém está interessado a juntar-se a nós?
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5088
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor velha » quinta fev 03, 2011 12:08 pm

Olá,

Sim, deixem a gravar a telenovela e apareçam!
Vamos poder discutir com o António esta questão essencial que afecta a vida de todos nós. Aliás, o modelo hiper centrado no automóvel que Braga tem vindo a implementar há cerca 15 anos será certamente um dos temas da discussão.

mais info aqui http://www.velha.org/ACT01934.htm

Obrigada e até logo,
Velha
velha.org
velha
Leigo
 
Mensagens: 2
Registado: quinta fev 03, 2011 11:46 am

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor Brc20 » sexta fev 04, 2011 2:10 pm

Então pessoal, como foi a «conversa no tanque»? Não consegui comparecer.
Brc20
Arcebispo
 
Mensagens: 1316
Registado: quarta mar 05, 2008 5:17 pm

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor Duarte » sexta fev 04, 2011 2:27 pm

Bem, o tema central foi as vias ferroviárias, estando em primeiro plano a ligação de Braga ao TGV e a ligação Braga-Guimarães.

Sinceramente não gostei por uma simples razão: O orador é uma pessoa que vive no Porto e não conhece minimamente a realidade da Cidade de Braga, algumas pessoas que lá estavam também não viviam cá. Querer acabar com a variante de Ferreiros à estação só para lá passar a linha do TGV e a estação ficar no centro é mesmo de quem não conhece o congestionamento que existe na nacional que vem de Barcelos, Ferreiros, até Maximinos. Já para não falar na variante que vem de Celeirós que também teria de acabar em Ferreiros.
Imagine-se só que quando se falou no estudo que a TUB está a fazer para a viabilidade do metro começaram-se a rir e a dizer que "é só para comprovar que é inviável" então se Coimbra (cidade menos compacta e com menos abitantes) pode ter metro, e se o metro do Porto dá prejuízo a cada dia que passa porque é que nós não podemos sequer almejar ter um? Somos portugueses de segunda? Ha coisas que não compreendo na cabeça das pessoas..

Também compreendo os argumentos que o Senhor deu para a inviabilidade da linha até Guimarães, mas não compreendo a total falta de ambição. Até acabei por participar pouco porque senti que tinha ali pouca gente a pensar como eu.

Muita gente a pensar pequenino, assim não vamos a lado nenhum.

Mas como é óbvio esta é a minha opinião pessoal.

De qualquer das formas até gostei de ter ido, deu-me algumas visões que não tinha e vou tentar transmiti-las nos seus respectivos tópicos.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5088
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor karlussantus » sexta fev 04, 2011 2:40 pm

Duarte Escreveu:Bem, o tema central foi as vias ferroviárias, estando em primeiro plano a ligação de Braga ao TGV e a ligação Braga-Guimarães.

Sinceramente não gostei por uma simples razão: O orador é uma pessoa que vive no Porto e não conhece minimamente a realidade da Cidade de Braga, algumas pessoas que lá estavam também não viviam cá. Querer acabar com a variante de Ferreiros à estação só para lá passar a linha do TGV e a estação ficar no centro é mesmo de quem não conhece o congestionamento que existe na nacional que vem de Barcelos, Ferreiros, até Maximinos. Já para não falar na variante que vem de Celeirós que também teria de acabar em Ferreiros.
Imagine-se só que quando se falou no estudo que a TUB está a fazer para a viabilidade do metro começaram-se a rir e a dizer que "é só para comprovar que é inviável" então se Coimbra (cidade menos compacta e com menos abitantes) pode ter metro, e se o metro do Porto dá prejuízo a cada dia que passa porque é que nós não podemos sequer almejar ter um? Somos portugueses de segunda? Ha coisas que não compreendo na cabeça das pessoas..

Também compreendo os argumentos que o Senhor deu para a inviabilidade da linha até Guimarães, mas não compreendo a total falta de ambição. Até acabei por participar pouco porque senti que tinha ali pouca gente a pensar como eu.

Muita gente a pensar pequenino, assim não vamos a lado nenhum.

Mas como é óbvio esta é a minha opinião pessoal.

De qualquer das formas até gostei de ter ido, deu-me algumas visões que não tinha e vou tentar transmiti-las nos seus respectivos tópicos.


O problema de praticamente todos os projectos ao nível da rede de transportes do Minho é precisamente esse, não são feitos a pensar nos movimentos internos do Minho e Baixo Minho, nem por gente com conhecimento de causa.

Braga Guimarães não é executável, mas urbanos Porto Amarante já serão!?

Unir o Ramal de Braga à linha que vai para Viana não é executável, mas incluir a linha até à Povoa no Metro do Porto já "é", ou fazer uma CREP, ou 3 auto-estradas paralelas entre Porto e Lisboa.

Será que falou da centralização dos recursos comunitários no Porto ao longo de 7 anos consecutivos, que permitiram grandes obras, enquanto o Baixo Minho continua confinado às velhas EN, às velhas linhas ferroviárias, e a 2 míseras AEs com traçados ridículos e com nós absurdos como o de Cabreiros, enquanto em torno do Porto se fazem obras avultadas...


O problema da rede ferroviária no Minho começa logo pelo nome... urbanos do Porto, a partir daí toda a linha é pensada numa visão PortoCentrica... os grandes movimentos no Minho são entre Braga-Barcelos, Braga-Vila Verde, Famalicão-Guimarães, Guimarães-Vizela, Braga-Guimarães, Braga-Famalicão, etc... o Porto só aparece muito depois, no entanto as grandes ligações são para o Porto, assim não se poderá desenvolver uma rede do Minho...
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3633
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor DoctorDre » sexta fev 04, 2011 4:40 pm

Duarte Escreveu:Bem, o tema central foi as vias ferroviárias, estando em primeiro plano a ligação de Braga ao TGV e a ligação Braga-Guimarães.

Sinceramente não gostei por uma simples razão: O orador é uma pessoa que vive no Porto e não conhece minimamente a realidade da Cidade de Braga, algumas pessoas que lá estavam também não viviam cá. Querer acabar com a variante de Ferreiros à estação só para lá passar a linha do TGV e a estação ficar no centro é mesmo de quem não conhece o congestionamento que existe na nacional que vem de Barcelos, Ferreiros, até Maximinos. Já para não falar na variante que vem de Celeirós que também teria de acabar em Ferreiros.
Imagine-se só que quando se falou no estudo que a TUB está a fazer para a viabilidade do metro começaram-se a rir e a dizer que "é só para comprovar que é inviável" então se Coimbra (cidade menos compacta e com menos abitantes) pode ter metro, e se o metro do Porto dá prejuízo a cada dia que passa porque é que nós não podemos sequer almejar ter um? Somos portugueses de segunda? Ha coisas que não compreendo na cabeça das pessoas..

Também compreendo os argumentos que o Senhor deu para a inviabilidade da linha até Guimarães, mas não compreendo a total falta de ambição. Até acabei por participar pouco porque senti que tinha ali pouca gente a pensar como eu.

Muita gente a pensar pequenino, assim não vamos a lado nenhum.

Mas como é óbvio esta é a minha opinião pessoal.

De qualquer das formas até gostei de ter ido, deu-me algumas visões que não tinha e vou tentar transmiti-las nos seus respectivos tópicos.


Concordo... deu-me a sensação que foi algo organizado por não-bracarenses para não-bracarenses.
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4267
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor conversasnotanque » sexta fev 04, 2011 9:53 pm

Obrigado pela vossa participação. A organização é maioritariamente bracarense. Iremos registar as vossas opiniões.
conversasnotanque
Presbitero
 
Mensagens: 23
Registado: quarta jan 12, 2011 9:22 pm

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor DoctorDre » sábado fev 05, 2011 12:46 am

Uma ressalva para a excelente ideia (que não é original segundo disse) de pôr as concessionária de AE a pagar os caminhos de ferro! Seria qualquer coisa deste estilo: hoje em dia os contratos são de se alcançar um X nº de carros dia pela autoestrada, esta entra em obras para acrescentar faixas; a ideia seria limitar o número de carros que passam numa autoestrada pela saturação, assim, quando chegassem a um nº X em vez de expandirem as vias eram obrigados a investir numa alternativa não rodoviária! Qq coisa deste estilo!

Deixo aqui também mais ou menos o que foi a proposta para a estação de comboios urbanos + TGV + Central de camionagem que o convidado fez:

Imagem

1. Central Camionagem
2. Estação Comboios

Linha vermelha - alteração do trajecto da via rápida
Linha amarela - comboios urbanos
Linha verde - TGV
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4267
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor Mr Strangelet » sábado fev 05, 2011 3:45 am

Essa ideia parece interessante aplicada nesse local, mas no contexto urbano não me parece minimamente exequível.

É pena que os intervenientes fossem de fora, porque alguém do Porto conhecerá certamente muito pior a realidade de Braga e dos seus movimentos que um bracarense.
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor Duarte » sábado fev 05, 2011 3:27 pm

Na minha opinião a actual localização é boa. Não fica longe da cidade (por experiência própria, nas actuais vias, 5 min de carro e 10/15 min de autocarro ao centro da cidade) e juntamente com a variante do Cávado será um mote de desenvolvimento/crescimento da cidade se forem feitos bons planos urbanísticos para aquela zona. Já para não falar que iria obrigar o governo a criar uma linha de eléctrico a passar pela estação, centro da cidade até à UM e Hospital e posteriormente o prolongamento da UM até Guimarães.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5088
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor conversasnotanque » quinta fev 10, 2011 11:02 pm

CONVERSA NO TANQUE COM PEDRO RIOS

Imagem

QUINTA FEIRA, 17 DE FEVEREIRO, 21:45, ESTALEIRO CULTURAL VELHA-A-BRANCA, BRAGA / MODERAÇÃO DE AFONSO PIMENTA

Nesta sessão, entre outros assuntos, iremos falar sobre a continua tranformação que o panorama jornalistico enfrenta devido a modficações no mercado introduzidas pela competição digital.

PEDRO RIOS é jornalista do diário Público desde 2004. É fundador, em conjunto com Ana Isabel Pereira e Pedro Candeias, da rede de informação Porto24. Colabora, como produtor de notícias, com diversas plataformas da Rádio Renascença e é redator do bodyspace.net, um espaço de referência online sobre música. Foi chefe de redação do projeto JornalismoPortoNet entre os anos de 2005 e 2009.

SOBRE AS CONVERSAS NO TANQUE

As Conversas no Tanque realizam-se à quinta-feira, pelas 21h45, com constância quinzenal. Cada sessão, que se quer informal, gira à volta de um convidado. O objectivo é o de apresentar, debatendo, projectos que se destaquem, em contexto nacional, em termos de relevância e actualidade. Acima de tudo: que representem uma "ideia". Para que o público construa, através dela, a sua proposta. Momentânea. Ou de futuro. A primeira conversa realizou-se em Julho de 2004, ainda antes da abertura da Velha-a-Branca.

Imagem

Coordenadas GPS - lat 41.551779° / lon -8.417551°

http://conversasnotanque.wordpress.com/

http://www.facebook.com/pages/Conversas-no-Tanque/151779748208226?v=wall

http://twitter.com/conversastanque

conversasdotanque@velha.org

www.velha.org

Tlm: 964953108 (Afonso Pimenta)

VELHA-A-BRANCA - ESTALEIRO CULTURAL
Largo da Senhora-a-Branca, 23
4710-433 BRAGA
Portugal

Telefones
(+351) 253 618 234
(+351) 916 249 180
Editado pela última vez por conversasnotanque em sexta fev 11, 2011 10:31 am, num total de 1 vez.
conversasnotanque
Presbitero
 
Mensagens: 23
Registado: quarta jan 12, 2011 9:22 pm

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor DoctorDre » quinta fev 10, 2011 11:07 pm

Quais vão ser especificamente os temas discutidos?
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4267
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor conversasnotanque » sexta fev 11, 2011 10:00 am

Bom dia

O principal tópico a ser abordado serão as tranformações que o sector jornalistico enfrenta, a nível geral, devido às modficações no mercado introduzidas pelas inovações digitais. Com todos os assuntos que lhe estão relacionados ou que o antecedem. Que são bastantes.
conversasnotanque
Presbitero
 
Mensagens: 23
Registado: quarta jan 12, 2011 9:22 pm

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor DoctorDre » sexta fev 11, 2011 8:41 pm

Ok, obrigado! Parece-me bastante interessante! Se puder estar presente apareço!
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4267
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Velha-a-Branca

Mensagempor conversasnotanque » quarta fev 23, 2011 6:12 pm

Excerto, em vídeo, da Conversa no Tanque com António Pérez Babo

conversasnotanque
Presbitero
 
Mensagens: 23
Registado: quarta jan 12, 2011 9:22 pm

AnteriorPróximo

Voltar para Cultura e Eventos

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes

cron