Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Escola de Música do Carandá

Escola de Música do Carandá  

Espaço dedicado às Escolas e Universidades bem como a Organizações e Associações cívicas.

Escola de Música do Carandá

Mensagempor jonhdoe » quarta jan 21, 2009 11:33 pm

Passei hoje à tarde pelo parque do Sardinha e vi que estavam a destruir os pilares que sustentavam o tecto do antigo mercado do Carandá, já não passava lá há uns bons meses e fiquei surpreso com a situação, alguém sabe o que vai aparecer ali?
jonhdoe
Bispo
 
Mensagens: 241
Registado: quarta ago 27, 2008 3:19 pm

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Mr Strangelet » quarta jan 21, 2009 11:48 pm

Estas a falar daqueles pilares que tinham ficado da demolição da cobertura, e que actualmente faziam parte do jardim?
ImagemImagem :FACEPALM: ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5366
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor El Salvador » quinta jan 22, 2009 3:20 pm

Construção da Escola de Música do Carandá. Obra lançada pela Câmara no fim de 2008.

A propósito, alguém sabe se já começaram as obras do Centro Saúde Braga II (S. Vicente)?
Há uma referência a um projecto de um Centro de Saúde em Braga no site do Arq. Fernando Jorge. Não sei se foi a proposta escolhida.
El Salvador
Arcebispo
 
Mensagens: 1415
Registado: quarta fev 20, 2008 5:17 pm

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor CesarGomes » quinta jan 22, 2009 3:41 pm

El Salvador Escreveu:Construção da Escola de Música do Carandá. Obra lançada pela Câmara no fim de 2008.

A propósito, alguém sabe se já começaram as obras do Centro Saúde Braga II (S. Vicente)?
Há uma referência a um projecto de um Centro de Saúde em Braga no site do Arq. Fernando Jorge. Não sei se foi a proposta escolhida.

É centro de Saúde Braga III (Braga II é em Maximinos). Penso que as verbas em piddac andam de ano para ano, mas obra é que não...
Avatar do Utilizador
CesarGomes
Cardeal
 
Mensagens: 3260
Registado: domingo fev 17, 2008 9:54 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor El Salvador » quinta jan 22, 2009 4:50 pm

È isso: Construção do Centro de Saúde de Braga III - S. Vicente (Andorinhas).

Data de Abertura das Propostas: Setembro de 2008.
Local: Sub - Região de Saúde de Braga
El Salvador
Arcebispo
 
Mensagens: 1415
Registado: quarta fev 20, 2008 5:17 pm

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor pnfernandes » sexta abr 24, 2009 11:00 am

Alguém conhece o aspecto final da Escola da Música do Carandá, que está neste momento em construção? Não há plantas, renders, ...?
pnfernandes
Arcebispo
 
Mensagens: 363
Registado: segunda abr 13, 2009 3:20 pm

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Mr Strangelet » terça jun 09, 2009 8:47 pm

24 Feb 09

Imagem
ImagemImagem :FACEPALM: ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5366
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Mensagempor karlussantus » quarta mar 03, 2010 1:21 pm

Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3610
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Duarte » domingo ago 08, 2010 1:35 pm

A Escola de música será inaugurada dia 15 de Setembro :)

“Uma escola para todos” — é assim que Ilda Carneiro define a Escola de Música do Carandá, estrutura de ensino que deve estar concluída em 15 de Setembro.
Para a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Braga, aquele será um “um dia de grande felicidade. Foi a minha grande paixão. Há muita gente que quer aprender música e a Escola Gulbenkian não era suficiente. Tenho experiência na minha família e amigos, com recurso a outras instituições”.

Com um auditório independente da escola, este espaço possibilita a sua utilização por instituições exteriores, como a Arte Total, outras associações e grupos e a própria Câmara. Por isso é que 'nós dotamos o auditório de entradas diferentes, autónomas, que o separam de toda a escola e não a invadem'.

Quanto ao funcionamento da Escola de Música, ele assenta num protocolo com a Fundação Oswaldo Bomfim, à semelhança do existente para a Escola de Dança com a Arte Total, com apoio aos alunos mais carenciados, suportado pelo Município.
Vai ser um protocolo em condições semelhantes: a Fundação paga o aluguer em espécie, através de bolsas que a Câmara Municipal de Braga concede a pessoas sem possibilidades económicas.

No caso da Arte Total são oitenta bolsas e o sistema será o mesmo com a Fundação Osvaldo Bonfim, de modo a presta um serviço à comunidade, com a vantagem de estar aberta em horário pós laboral para adultos que queiram aprender música, nos vários instrumentos.
Outro aspecto importante que Ilda Carneiro destaca é o “ensino articulado com as escolas, funcionando também à noite para pessoas que trabalham ou adultos que pretendam aprender música”.

O regime de bolsa mantém-se como a Câmara Municipal de Braga fez com a Arte Total, para os diferentes instrumentos, violino, piano, abrindo este ano as candidaturas em Outubro para os jovens que, em função dos rendimentos, são beneficiado s com ajudas.
Esta escola tem de funcionar com duas áreas, abrindo-se aos “meninos que querem aprender música e ser músicos, mas também aos jovens que querem saber música como mais uma competência pessoal” — explica Ilda Carneiro.

Para a vereadora, a música é extremamente importante na educação dos jovens, “a começar por estar atentos, disciplinados, concentrados. A música ajuda muito e esta escola vai permitir criar músicos de carreira e músicos nos tempos livres”.

Fundação Oswaldo Bomfim: um pulmão solidário de Braga

A Fundação Stella Oswaldo Bomfim — instalada em Braga desde 1993 (pode ver www.bomfim.org) —, na Rua da Boavista, possui uma Companhia de Música, em regime de escola particular e cooperativo, com paralelismo pedagógico, reconhecido pelo Ministério da Educação.
Esta escola ministra formação especializada de elevado nível técnico, artístico e cultural nas diversas disciplinas, com o objectivo de identificar, estimular e desenvolver as capacidades musicais das crianças.

Actualmente tem cerca de 460 alunos e a Companhia de Música possui protocolos com a Câmara Municipal de Braga, Universidade do Minho, Museu D. Diogo de Sousa, Mosteiro de Tibães, Instituto Português de Museus, Casa do Professor, EB 2/3 de Lamaçães, André Soares e Gualtar e o Conservatório Mayeusis de Vigo.

A Fundação Oswaldo Bomfim “nasceu do desejo de dar”, a partir de uma iniciativa da Igreja Evangélica Baptista de Braga, e hoje presta apoio social, através de cem colaboradores e mais cem voluntários, em áreas que vão desde a infância à terceira idade e apoio domiciliário.
Além de um colégio com 54 crianças, num espaço acolhedor e seguro, a Fundação possui três unidades residenciais de acolhimento de grupos de irmãos (com 24 crianças) em risco, um centro de dia para seniores, apoio domiciliário em Braga e Guimarães.

|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Duarte » quarta jan 05, 2011 7:40 pm

ESCOLA DE MÚSICA DO CARANDÁ APRESENTADA QUINTA-FEIRA (6)

Imagem Imagem
Imagem Imagem

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Mesquita Machado, apresenta amanhã, pelas 17,30 horas, a Escola de Música do Mercado Cultural do Carandá, equipamento correspondente à segunda fase de reconversão de um espaço comercial convencional.
Seguindo uma proposta do arquitecto Eduardo Souto Moura — que havia desenhado o Mercado do Carandá há mais de 25 anos, sendo este um dos seus primeiros trabalhos públicos— a empreitada que ora se dá por concluída significa um investimento municipal que ultrapassa os dois milhões de euros.

Tendo iniciado a actividade no corrente ano lectivo, a Escola de Música do Mercado Cultural do Carandá é gerida pela Companhia da Música, entidade privada que estabeleceu para o efeito um protocolo de colaboração com o Município de Braga.
Com uma área total de terreno de 2040 metros quadrados e uma área de implantação de 1448,72 metros quadrados, a empreitada foi adjudicada ao consórcio FDO Projectos/FDO Construções e desenvolveu-se em dois pisos.

A entrada no novo edifício é feita num único ponto, que serve igualmente de acesso à Escola de Dança, o que reforça a ideia de um único espaço: o Mercado Cultural do Carandá.
A Escola de Dança do Mercado Cultural do Carandá — recorde-se — corresponde precisamente à primeira fase do projecto de reconversão do mercado convencional desenhado por Souto Moura e a sua gestão está protocolada há vários anos entre o Município e o Arte Total — Centro de Educação pela Arte.

Um edifício belo e muito funcional

O edifício que agora é apresentado desenvolve-se em dois pisos: um ocupado com a escola propriamente dita e outro, em cave, onde se situam as áreas de apoio ao auditório, designadamente camarins e arrumos gerais.
Além dos espaços gerais (sala de convívio/sala de espera, secretaria, arquivo, gabinete do coordenador, e gabinete da direcção, reprografia/papelaria, sala de professores/reuniões, bar, biblioteca e sanitários), a nova construção compreende um auditório com capacidade para 157 pessoas, camarins masculinos e femininos, ‘regie’ e arrumos gerais.

Os espaços destinados a actividades lectivas dividem-se pela ‘iniciação musical’ (uma sala); ‘formação musical’ (três salas de formação musical, mais uma sala de História da Música, mais uma sala de Análise e Técnicas de Composição); ‘instrumentos’ (oito salas para aulas individuais de instrumentos cordofones e aerofones, mais uma sala para dois pianos de cauda, mais uma sala para aulas de instrumentos de percussão); e ‘conjuntos vocais e instrumentais’ (uma sala de coro, mais duas salas de música de câmara).

Auditório autónomo aberto à comunidade

No que concerne à funcionalidade do edifício (voltado para a Praça Cândido Costa Pires/Centro de Saúde do Carandá), refira-se que o auditório se apresenta autónomo, bastando para tal encerrar alguns dos espaços comuns e condicionar a livre circulação a áreas de carácter mais público.
Para melhor enquadramento estético, foi criada uma área verde em volta do edifício e uma área pavimentada que a ladeia e se prolonga a um pátio.

Esta segunda fase incidiu no lado nascente do mercado convencional e os trabalhos desenvolveram-se em duas fases: a demolição parcial do existente, mantendo apenas alguns dos seus elementos construtivos, nomeadamente as escadas e alguns pilares, como testemunho da pré-existência; e a construção da escola de música.

Refira-se que, no âmbito desta empreitada, o arquitecto Eduardo Souto Moura — que tem em Braga algumas das obras mais representativas do seu vasto currículo, designadamente o Estádio Municipal de Braga, a Casa do Bom Jesus ou a Pousada de Santa Maria de Bouro — assumiu já o compromisso público de desenhar a praça fronteira ao Mercado Cultural do Carandá/Centro de Saúde do Carandá.

@CM

Imagem

Imagem

Imagem

------------------------------------------------------------------------------------------

O que pensam desta obra?

Para além de ser uma escola de artes (música e dança) será mais um espaço cultural na cidade de Braga, até pelo seu auditório "aberto" à comunidade.

P.S.: E a praça em frente, que também está em frente ao Sardinha parece que também vai ser arranjada.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor bsana » quinta jan 06, 2011 7:03 pm

Tudo o que vier ligado à cultura nesta cidade só pode ser bom... Devido à falta dela.

A localização é que pode condicionar um pouco o seu êxito.. tem de haver uma boa divulgação do que vier a acontecer lá.
bsana
Bispo
 
Mensagens: 56
Registado: sexta ago 21, 2009 4:37 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Cidchen » sexta jan 07, 2011 8:18 am

Esta Escola de Música está um espanto. A cidade de Braga está cada vez mais... bonita e moderna.
Avatar do Utilizador
Cidchen
Arcebispo
 
Mensagens: 478
Registado: segunda ago 25, 2008 8:54 am
Localização: Switzerland

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Duarte » sexta jan 07, 2011 5:08 pm

Braga: Escola de Música é “belíssimo exemplo”

Imagem Imagem Imagem

A funcionar desde o início do ano lectivo, a Casa de Música foi ontem formal e publicamente apresentada. Convidado para a ‘inauguração’, o director regional de Educação considerou a estrutura municipal gerida pela Companhia da Música da Fundação Bonfim no Mercado Cultural do Carandá, “um belíssimo exemplo para o Norte”.

António Leite destacou que não é todos os dias que se assiste a uma “colaboração entre a Cultura, a Educação e o Poder Local”.

Construída pela Câmara de Braga com financiamento do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), a Casa de Música é o resultado da reconversão de espaços do antigo Mercado do Carandá, com projecto do arquitecto Souto Moura.

A gestão da Casa de Música cabe à Companhia da Música, através de um protocolo assinado em 2008 com a Câmara de Braga.
Elisa Lessa, a directora pedagógica da Companhia da Música, destacou a melhoria significativa das condições de funcionamento deste estabelecimento de ensino particular especializado que, até Setembro do ano passado, tinha os seus espaços lectivos distribuídos por duas vivendas da cidade de Braga. Actualmente, 580 alunos frequentam a Escola de Música, mas a directora assegura que há capacidade de crescimento com o preenchimento de horários no período matinal.

“Sem discriminações, defendemos uma qualidade de vida que passe pela ênfase do estético”, referiu Elisa Lessa.
Através do protocolo de ocupação dos espaços da Escola de Música, a Companhia da Música cede à Câmara bolsas de estudo para alunos carenciados do concelho.

O mercado que não chegou a ser

O presidente da Câmara, Mesquita Machado, acompanhado de vários vereadores na cerimónia de apresentação da Casa de Música, lembrou a história do Mercado do Carandá, mandado construir na década de 80, mas que nunca cumpriu a sua função inicial. Daí que a Câmara, anos mais tarde, tenha optado pela sua transformação em mercado cultural.

Numa primeira fase, com a criação de uma Escola de Dança, gerida pela Arte Total. Agora, com a instalação da Escola de Música. O autarca salientou que este “é um projecto dedicado às artes”, acessível a todas as bolsas. A qualidade do projecto de Souto Moura foi unanimemente reconhecida. Elisa Lessa comentou que este “fantástico espaço” congrega “música e arquitectura”.

@CM

-------------------------------------------------------------------------------------------

Escola de Música do Carandá já conta com quase 600 alunos

Imagem

A Escola de Música do Mercado Cultural do Carandá já tem quase 600 alunos, revelou ontem Elisa Lessa, directora pedagógica da Companhia da Música – Fundação Bomfim, entidade com quem a Câmara Municipal de Braga celebrou um acordo para a gestão e dinamização do espaço. A escola foi ontem inaugurada oficialmente por Mesquita Machado, mas já funciona em pleno desde o início do ano lectivo, ou seja, desde Setembro de 2010. A Companhia da Música tem uma lista de espera na ordem dos 300, números que, do ponto de vista dos responsáveis, justificam em pleno o investimento que foi feito em Braga com esta escola, que a directora pedagógica define como «um conservatório de música, que disponibiliza o ensino desde o pré-escolar até ao final do secundário»

@DM

------------------------------------------------------------------------------------------

Aplaudo :bravo:
Se nos queixamos da falta de cultura não podemos criticar este investimento.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Duarte » sábado jan 08, 2011 2:11 pm

Reportagem da TVMinho na inauguração, para quem quiser ouvir o boss a falar :D
A única coisa interessante é que ele conta a história do mercado, quando foi mandado construir nos anos 80.

|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Mercado Cultural do Carandá

Mensagempor Mr Strangelet » sábado jan 08, 2011 2:56 pm

Bem, ao menos não se insistiu em manter um elefante branco, e substitui-se por um equipamento realmente benéfico para aquela zona da cidade.
ImagemImagem :FACEPALM: ImagemImagem
Avatar do Utilizador
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5366
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Próximo

Voltar para Educação e Cidadania

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante