Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Qual a tua posição em relação á praxe?

Qual a tua posição em relação á praxe?  

Espaço dedicado às Escolas e Universidades bem como a Organizações e Associações cívicas.

Qual a tua posição em relação á praxe?

Totalmente a Favor
6
18%
Anti-Praxe
4
12%
Não sou Anti-Praxe, mas não me identifico, e não participo
7
21%
Sou a favor da praxe, desde que moderada
14
41%
Participo na praxe
3
9%
 
Total de votos : 34

Mensagempor andrecarvalho » quarta Oct 21, 2009 6:44 pm

O problema na praxe começa quando há dois tipos de pessoas, as que querem fazer daquilo uma brincadeira de integração e aqueles que gostam de ostentar poder e de humilhar...e muitas vazes a falta de respeito pelos próprios colegas praxistas e os seus excessos faz com que as coisas cheguem a níveis em que começam a existir guerras internas entre quem praxa.

Além disso, muita vezes quem a faz não consegue diferenciar os momentos que são para "brincar" e os momentos em que algo de sério está a ser discutido...
andrecarvalho
Presbitero
 
Mensagens: 16
Registado: quinta jul 16, 2009 4:19 pm

Re:

Mensagempor Meireles88 » quinta dez 06, 2012 10:45 am

Mr Strangelet Escreveu:Bem, eu também tenho uma posição favorável á praxe. Aliás, acredito que esta tem mesmo um papel de certa forma enriquecedor para a personalidade de um universitário, mas só quem passou pela praxe entende isto. Ajuda a amadurecer alguns caloiros, que chegam á universidade muito infantis.

Mas claro, tem de ser tudo dentro dos limites do razoável, e desde que seja sempre com a colaboraçao e aceitação dos caloiros. A verdade é que a esmagadora maioria adora a praxe, e diverte-se muito.

E depois, aqueles momentos em que os doutores/engenheiros/etc tiram as batinas e convivem com os caloiros, são priceless :)


Já é uma mensagem antiga, mas concordo com sito tudo menos a última frase, confiança só depois de passarem a varanda no Cortejo do Enterro da Gata :D

Haja bom senso na praxe, há muita maneira de praxar, desde que se tenha consciência dos limites e não se ultrapassem esses limites não vejo problema.

A questão da humilhação depende muito da pessoa em questão, eu tive uma praxe mais física, há gente que tem uma praxe menos física e mais psicológica(homens vestidos de mulher, cheirar os sapatos, etc).. Eu gostei e muito da minha, fez-me crescer e ganhar outras responsabilidades, especialmente enquanto praxante que fui, há outros que gostam das psicológicas.

Depois há também aqueles que entram na uM, não experimentaram a praxe e dizem logo que não querem nada disso e não gostam e há os que experimentam, não aguentam e dão o nome e são considerados Objectores de Praxe (de modo a salvaguardar que já que não praxam também não vão praxar). Os primeiros, na minha opinião pessoal, penso que deveriam fazer um esforço e experimentar, o que iam perder? Nada! Ninguém é obrigado a fazer nada lá dentro! Os 2ºs respeito, já diz o ditado, cada macaco no seu galho.
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3096
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Anterior

Voltar para Educação e Cidadania

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante