Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Braga CEJ 2012 - Ideias

Braga CEJ 2012 - Ideias  

Espaço dedicado às Escolas e Universidades bem como a Organizações e Associações cívicas.

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor DoctorDre » sexta fev 18, 2011 12:34 am

O objectivo é exactamente sugerir a quem lê este fórum ideias para a CEJ12. Assim, creio que tens toda a liberdade em partilhar as ideias aqui colocadas, tendo sempre respeito por quem as colocou e onde foram colocadas.

E será com toda a nossa colaboração que aqui discutiremos as ideias e actividades da JovemCoop!
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor karlussantus » sexta fev 18, 2011 12:36 am

Temos que depois editar, organizar e enviar as sugestões à CMB e à fundação responsável.
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3612
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor Duarte » sexta fev 18, 2011 12:36 am

Claro! Estás a vontade para colocar as ideias no vosso programa!
E venha esse tópico! É com este espírito de cooperação que se consegue obter excelente resultados. Já sabes que podem contar comigo (e de certeza que com os restantes elementos do fórum também) para tudo!
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor karlussantus » sexta fev 18, 2011 12:37 am

Comigo também! :)
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3612
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor DoctorDre » sexta fev 18, 2011 12:38 am

karlussantus Escreveu:Comigo também! :)

'' '' '' ''
Imagem
Avatar do Utilizador
DoctorDre
Administrador
 
Mensagens: 4266
Registado: segunda fev 18, 2008 11:53 pm
Localização: AMB

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor RicardoJovemCoop » sexta fev 18, 2011 12:38 am

Então 2ª feira já terão aqui o nosso programa.Mas não esperem algo completamente diferente ou de outro mundo, porque infelizmente não somos de muitos recursos financeiros, apesar dos bons recursos humanos que temos. Inventamos e reinventamos actividades que possam ser acessíveis a todos os nossos membros, sempre a um custo controlado.
E claro que contamos com a participação dos colaboradores do BA para nos ajudarem a construir um Plano ainda melhor para este ano (pq apesar das nossas propostas, vertidas em documento, não quer dizer que o PA já esteja fechado...aliás, nunca fecha, está em constante remodelação e adaptação), para também estarmos à altura da cidade e da CEJ em 2012.
RicardoJovemCoop
Presbitero
 
Mensagens: 27
Registado: quinta fev 03, 2011 10:18 pm

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor Duarte » sexta fev 25, 2011 5:35 pm

Aqui está o texto que aos poucos fui fazendo. Ficou grandito mas não consegui resumir mais, espero que o Hugo Pires perca algum tempo e o leia :D
Sugestões e correcções são bem vindas para depois enviar. :good:

Capital Europeia da Juventude Braga 2012 - Oportunidade de recolocar Braga no lugar que merece, como cidade jovem, dinâmica e cultural.

O "Bracarae Avgvste" fórum público e independente de discussão da cidade de Braga não querendo deixar passar ao lado esta CEJ 2012 como oportunidade dos bracarenses serem mais interventivos no futuro da sua cidade, resolveu abrir um tópico (viewtopic.php?f=2&t=2516) onde todos puderam dar as suas ideias exequíveis para 2012 e que não envolvam custos elevados.

Nas várias ideias que foram recolhidas ao longo do tópico ficou bem evidenciado que a CEJ deverá ter uma imagem, uma marca forte, e que para isso acontecer deveria-se de começar por definir rapidamente o logótipo, hino e mascote, preferencialmente lançando um concurso para cada um, em que fosse promovido pelas escolas e os vencedores recebessem um prémio, seria assim uma forma de incentivar e valorizar os nossos jovens talentos. Não menos importante é ter um site da CEJ, com imagem jovem, boa interacção, promoção dos eventos e concursos, notícias...

A nível de programação temos consciência que é difícil organizar os tais grandes eventos capazes de atrair massas, mas existe a grande convicção que todas as actividades que a seguir serão sugeridas aliadas à maximização do que já se faz com grande sucesso (Ex.: Semana Santa, Braga Romana, Feira do Livro, Agro, Enterro da Gata, Mimarte, São João, Festival Gastronómico...) poderemos ter uma programação de excelência capaz de atrair multidões, engrandecendo ainda mais o nome da nossa cidade.
De destacar os concursos direccionados aos artistas Bracarenses/Minhotos:
- concurso de bandas e obras musicais
- concurso de fotografia
- concurso de cartoons, desenho/pintura
- concurso de danças de salão
- concurso de obras sobre a história da cidade;
- concurso de peças de teatro amador
- concurso de curtas-metragens sobre/baseado na cidade;
- concurso gastronómico, inovando pratos típicos da região
- concurso para a criação de um monumento, a ser colocado numa zona nobre da cidade, que imortalizasse esta capital europeia da juventude;
Todos estes concurso com prémios para os vencedores para incentivar, promover e valorizar os nossos jovens talentos. Nas criações de obras, outra ideia seria, por exemplo, promover as parcerias entre jovens artistas da cidade e jovens artistas doutras nacionalidades, para criação de obras conjuntas.

Na programação com publico, poderiam ser realizados festivais que mostrassem portugal e a região, como fado, ranchos, tunas, etc. A nível mais "pop" capaz de atrair muitos jovens à cidade devemos aproveitar o parque radical, promover torneios, provas nacionais e animação à noite. Concertos, Dj's, actividades radicais, provas de trial e torneios desportivos (inter-freguesias ou inter-escolas), mega aulas de dança ou fitness, feirinhas de artesanato, tudo isto quer no PEB, pavilhões ou ao ar livre no nosso fabuloso centro histórico. Devemos aproveitar os trilhos existentes nos nossos montes do Sameiro, Falperra e Bom Jesus para provas de Motocross e Downhill, provas de automobilismo no autódromo e kartódromo e quem sabe para-quedismo no aeródromo.

Em actividades mais "formais" sugerimos semanas temáticas: semana do emprego, semana da sexualidade, semana da arqueologia, semana da tecnologia, semana radical com sessões informativas sobre saidas profissionais, motivação e desenvolvimento pessoal, sexualidade, civismo, reciclagem, actividades relacionadas com a ciência e as novas tecnologias e não esquecer o intercâmbio internacional em diferentes níveis.

Destacando agora o turismo, pensamos que temos muito que evoluir neste aspecto, principalmente em promoção.
- É evidente que precisamos de uma pousada de juventude nova e congratulamos a CMB por estar a fazer pressão junto do governo para que nos seja concedida uma pousada ao nosso nível, no entanto não podemos deixar de reprovar a localização apontada para a nova pousada, pois fica longe de onde acontece tudo (centro da cidade) e de transportes públicos quer rodoviários quer ferroviários Não podemos despovoar ainda mais o nosso centro histórico, não devemos obrigar os jovens a gastar dinheiro em autocarros para vir para o centro nem andarem km's a pé em estrades de declive acentuado para se deslocarem a eventos nocturnos, bares ou discotecas. É uma oportunidade fantástica para apostar na recuperação de algum edifício no centro histórico e nesse sentido sugerimos a Casa das Convertida em plena Avenida Central, o edifício do Castelo ou inseri-la nas futuras valências do antigo quartel da GNR. Em relação a este assunto está tudo dito neste link http://jovemcoop.blogspot.com/2010/11/r ... 12010.html.
- Consideramos importante que a Associação Comercial de Braga incentive mais os comerciantes, restaurantes e hotéis a darem descontos de "Cartão Jovem" e não descuramos a hipótese da criação do cartão "CEJ 2012" com descontos e privilégios em vários eventos da CEJ.
- A promoção turística da região através do Turismo de Portugal tem de melhorar bastante, as imagens dos vídeos promocionais mostram sempre Lisboa, Porto e Algarve, com um 2012 tão activo no Minho, com uma CEC e uma CEJ, é muito mau que o turismo de Portugal não divulgue mais a região.
- Consideramos obrigatório a criação de um site dedicado exclusivamente ao turismo como muitas cidades do país têm (Porto, Coimbra, Guimarães, Esposende... ) que seja também capaz de divulgar eficazmente os eventos culturas e a criação de um roteiro jovem da cidade actualizado: Restaurantes, Cafés, Bares, Eventos, áreas verdes de lazer e desportivas.
- Deverá existir uma interacção com a cidade de Guimarães dividindo por exemplo custos de spots comerciais conjuntos em televisão, rádio, etc...
- Uma sugestão que foi dada e consideramos também interessante foi que a CMB poderia por exemplo incentivar, a trazer as gravações de uma série da juventude (MCA) para a capital da juventude ou uma outra produção de ficção nacional qualquer como já várias cidades do país receberam. Seria uma conjugação prefeita e talvez a melhor promoção que poderiamos ter.

Temos plena consciência que são muitas ideias e algumas delas bastante ambiciosas, mas não podíamos deixar de passar a mensagem daquilo que os bracarenses que utilizam o nosso fórum gostavam de ver na sua Capital Europeia da Juventude.
Queremo-nos também mostrar disponíveis para cooperação, nomeadamente promoção de eventos no nosso fórum e para nos reunirmos com o Pelouro da Juventude ou a fundação Bracara Augusta para debatermos estes assuntos e possíveis colaborações do fórum na CEJ.
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor Duarte » domingo fev 27, 2011 11:00 pm

Como ninguém disse nada suponho que está tudo bem.
Amanha envio. Certamente irão tirar algumas ideias daqui, espero. :)
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor karlussantus » segunda fev 28, 2011 1:18 am

Duarte Escreveu:Como ninguém disse nada suponho que está tudo bem.
Amanha envio. Certamente irão tirar algumas ideias daqui, espero. :)


Envia sim está muito bom.

Eu acrescentava as Ciclovias, no âmbito da capital da juventude, as seguintes ciclovias:
-Avenida Central : Avenida 31 Janeiro : Ciclovia do Rio Este
-Avenida Central : Avenida da Liberdade : Ciclovia do Rio Este
-Avenida da Encosta : INL : Campos da Rodovia : Ciclovia do Rio Este

São 2km de ciclovias que se podem implementar nos passeios destas rodovias, e promovem a mobilidade através da bicicleta, penso que é uma forma de chamar os jovens a este meio de transporte e promover a qualidade de vida dos bracarenses.
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3612
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor pnfernandes » segunda fev 28, 2011 2:34 pm

E eu acrescentava ainda a possibilidade de se fazer mais um "concurso" entre arquitectos/urbanistas jovens de todos os países, onde apresentassem ideias para novos projectos, para Braga. Ideias naturalmente ligadas a um crescimento saudável, com mais qualidade de vida para os seus cidadãos.

O melhor projecto seria escolhido para implementação, assim que as condições o permitam, claro.

Penso que isto seria uma inversão saudável, do que costumam ser as "capitais": normalmente faz-se muita obra antes, para preparar a capital; neste caso, seria uma obra que derivava da "capital" em si mesma.

Fica mais esta sugestão.
pnfernandes
Arcebispo
 
Mensagens: 363
Registado: segunda abr 13, 2009 3:20 pm

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor Duarte » segunda fev 28, 2011 5:03 pm

Acrescentei estas últimas sugestões e enviei :good:

Enviei para o pelouro da juventude, comunicação, fundação e munícipe.

Está concluída esta atitude cívica de todos nós que contribuímos :)
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor karlussantus » segunda fev 28, 2011 5:09 pm

Duarte Escreveu:Acrescentei estas últimas sugestões e enviei :good:

Enviei para o pelouro da juventude, comunicação, fundação e munícipe.

Está concluída esta atitude cívica de todos nós que contribuímos :)


Publica também no Facebook! :) Com link para a mensagem do texto enviado!
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3612
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor JoãoMarquesJSDBraga » quinta mar 03, 2011 7:43 pm

Estas são excelentes ideias que espero venham a ser ouvidas por quem de direito.
A título informativo deixo-vos o caderno de encargos que a Coligação Juntos por Braga entregou à autarquia como contributo.


Braga Capital Europeia da Juventude 2012
(Coligação Juntos Por Braga)

Numa cidade com uma cultura bimilenar há um património histórico, ou melhor, um legado com que todos os dias nos confrontamos enquanto cidadãos. Braga é, para todos os efeitos, um pólo centrípeto que atrai a si a importância de uma orgulhosa e nobre cidade. Neste contexto, foi com especial orgulho e sentido de missão que a JSD de Braga apresentou, no mês de Março de 2009, em sede de reunião de Câmara, uma proposta que, sem hipotecar o futuro dos bracarenses, estava de acordo com os pergaminhos desta augusta cidade.
Se é certo que a fama de “Concelho mais jovem da Europa” já não traduz com verdade a condição de Braga, não menos certo é que a juventude é ainda uma característica intrínseca da cidade. Fruto de uma actividade cultural centrada na liberdade individual, que cedo se habituou a não depender de apoios públicos para subsistir, nem tampouco pede licença para existir, a “movida” bracarense marcou gerações e dá hoje sinais de querer voltar a ser a marca definidora de Braga.
Como sempre, a âncora de vitalidade de uma qualquer localidade, região, ou país é a juventude. Também em Braga tal epíteto se confirma. Através de instituições de uma dinâmica indesmentível, como a Universidade do Minho, ou associações que primam pelo vigor cívico como a JovemCoop, passando pela importantíssima presença do movimento dos Escuteiros, cuja sede aqui se encontra, e terminando nas inúmeras associações de cariz cultural e desportivo espalhadas por todas as freguesias, ninguém pode duvidar do forte pendor juvenil da sociedade bracarense.
Foi assim com naturalidade e orgulho que assistimos à assunção, por parte da autarquia, deste desafio. Este é um projecto cujo mote é unir os bracarenses em torno de um objectivo comum, uma causa agregadora e mobilizadora, que começa nos jovens, mas termina no futuro. O “hoje” é, como sempre, um meio para construir o “amanhã” e é nessa dicotomia que Braga deve viver e aclamar a sua juventude, sem freios nem amarras, sempre com o entusiasmo de que em a celebrando está, no fundo, a celebra-se a si própria.
Esta “imagem de marca” da cidade deve ser assumida como um vector de promoção e, em conjunto com a tradição religiosa e a cultura bimilenar, elevada a património protegido. Ela é, não nos esqueçamos, uma riqueza sem paralelo em qualquer sociedade.
Não devemos, porém, cair em frases fáceis e muito menos participar em elegias partidárias, fazendo da Capital Europeia da Juventude um vácuo de concretizações ou um terreno de guerrilha.
Para nós só fará sentido receber esta iniciativa se ela extravasar o seu sentido simbólico e lançar bases sólidas para o amanhã. Os objectivos do Fórum Europeu da Juventude são claros, trazer os jovens para o centro da vida societária é um desígnio que tem de ser abraçado por todos. Donde, só efectivando rotinas de respeito pelas opiniões, visões e sugestões da juventude é que a poderemos integrar plenamente na sociedade. O “empoderamento” é um neologismo que se entranha de tanto se estranhar, ele significa, basicamente, conferir uma dimensão concretizadora e visível às políticas de juventude, por forma a fazer dos seus visados agentes activos e de plenos poderes, numa lógica de conquista dos homens e mulheres de amanhã já hoje, combatendo a alienação e o distanciamento face aos decisores políticos.
Tudo isto vai muito para lá de uma visão partidária e/ou segmentada das políticas de juventude, que terá, necessariamente, de gerar uma transversalidade das respostas que cabem aos protagonistas da vida pública.
O “caderno de encargos” que agora apresentamos tem essa preocupação em vista. Sem ser uma tentativa pretensiosa de sobreposição aos órgãos competentes pela candidatura, ele não deixa de dar a nossa visão e modesto contributo para fazer da “Braga – Capital Europeia da Juventude 2012” um marco na história desta organização.
Programa
Dividimos, por uma questão metodológica, as nossas propostas por áreas que consideramos essenciais: Cultura; Desporto; Solidariedade; Participação Cívica e o denominado programa E3 (“E” ao cubo, que congrega o Empreendedorismo a Economia e o Emprego) formam a coluna vertebral de um conjunto que só fica completo com um campo que engloba iniciativas que primam pela já referida transversalidade e ainda um último vector, centrado na comunicação. Obviamente que uma concretização deste tipo clama pelo correspondente infra-estrutural, que é também aqui abordado.

Cultura
Neste primeiro domínio apresentamos um conjunto de sugestões que, cremos nós, serão, ao mesmo tempo, cativantes e pedagógicas:
- “Noites Brancas” - com esta iniciativa repetir-se-á aquilo que já se faz há muito em outros pontos da Europa. Através de acções concertadas entre o município, os lojistas e os espaços culturais da cidade (museus, teatros, etc.) levar-se-ão a cabo diversos eventos que divulguem o que de bom se faz em Braga. Daremos assim hipótese a que os bracarenses e quem nos visita tenha acesso aos bens culturais e ao comercio tradicional a horas invulgares mas bem-vindas.
- “Braga.fun” – pretende-se restaurar ao centro histórico a vida que lhe vem faltando. Com exposições e espectáculos ao ar livre, em bares e cafés do centro ou ainda em discotecas da cidade, os jovens artistas do concelho (mas não só) poderão dar largas ao seu talento e demonstrar aquilo que melhor sabem fazer.
- “From me to You” – Concurso de expressão artística. Nestas mostras que se repetirão ciclicamente e estarão subordinadas a temáticas previamente delineadas, os jovens artistas poderão levar a concurso o seu talento e verem recompensadas com prémios diversos e bolsas de estudo a excelência do seu trabalho;
- “Zona Jota” – para que a diversão seja total torna-se necessário que seja também segura. Com a implementação de um espaço de diversão nocturna (preferencialmente próximo do centro urbano) servido por transportes e com policiamento de proximidade, Braga poderá tornar-se numa referência em termos de oferta de espaços de diversão. A embrionária actividade cultural no cordão que vai desde o teatro universitário na Rua D. Afonso Henriques até à Rua de S. Vítor, oferece pistas que poderão ser seguidas pela autarquia na definição desta zona de diversão.
- “Sabor a Braga” – porque nem só de expressão dramática, plástica e musical vive a cultura de um povo, é fundamental fazer de uma das maiores riquezas de Braga um produto de sucesso e um orgulho para todos nós. Com este programa pretende-se estender o “Braga à Mesa” a um outro âmbito. Para além da contínua aposta na adesão maciça dos estabelecimentos de restauração do concelho, pretender-se-á levar às escolas e universidades menus que reflictam este património de referência que é a cozinha bracarense. Realizar-se-ão workshops de culinária, à semelhança dos que são já promovidos pela cooperativa “Velha-a-Branca”. Servir-se-ão, de uma assentada, dois objectivos: promover a cultura endógena e os hábitos alimentares saudáveis.
- “Recuperação do Teatro romano” – Com a recuperação deste espaço nobre criar-se-á um novo pólo de dinamização cultural, onde o passado converge com a ideia de futuro. Com a abertura do equipamento à juventude cumpre-se aquele que terá de ser um dos objectivos desta iniciativa reconciliar a herança da cidade com o seu “património humano”.
- “Parque Eco-monumental das Sete Fontes” – este é um local privilegiado para a criação de um parque eco-monumental, que integre também um museu interpretativo da água. Neste âmbito deveriam ainda ser acautelados módulos vocacionados para actividades de lazer e recreativas, especialmente destinadas à juventude.
- “Centro Cultural de Braga” – Seria o equipamento âncora de todas as actividades culturais juvenis. Um verdadeiro «centro de cidadania». O edifício do antigo quartel da GNR, no Campo da Vinha, constitui-se como a escolha óbvia para esta infra-estrutura, dada uma das suas funções ser o acolhimento de todas as estruturas jovens que desenvolvam actividades artísticas. Esta poderá ser a sede da Capital Europeia da Juventude.

Desporto
Num domínio tão caro aos mais jovens não poderíamos deixar de propor algo que potenciasse a actividade física e os hábitos de vida saudável.
- “Sports 4 You” - desporto para todos, consistirá numa experiências de iniciação a vários desportos e promoção daqueles em que Braga dá cartas, entre outros o futebol, o andebol e a natação. Associar-se-á a ideia dos 4 elementos aos desportos praticados, assim se relevando a ligação do desporto à natureza. A título de exemplo aqui ficam os seguintes: Ar/Vento – pára-quedismo, balonismo, sky surfing, etc. ; Terra – futebol, atletismo; andebol; Fogo – automobilismo (Rampa da Falperra; Karting’s) e motociclismo; Água – desportos náuticos, natação);
- “Elixir da Juventude” – Será um programa de promoção da actividade física. Terão lugar demonstrações e workshops gratuitos no centro da cidade de vários desportos e demais actividades saudáveis, com formadores devidamente credenciados para o efeito;

Solidariedade
Esta é uma temática central que já hoje diz muito aos jovens. São vários os movimentos que prestam assistência aos mais desfavorecidos e dão o melhor de si para tornar uma vida difícil um pouco mais fácil. De cariz religioso ou puramente laicas, soa múltiplos os grupos que merecem o destaque e reconhecimento da CEJ 2012.
- “Bragajuda”, será um programa de promoção e incentivo do voluntariado, sustentando-se numa promoção agressiva dos vários programas e hipóteses de participação solidária existentes no concelho, implicará uma sólida e estreita colaboração com as instituições de cariz social;
- “Dar é um dom”, Centrado na importância da colheita de sangue e medula óssea esta iniciativa levará a todos os pontos do concelho equipas informadas que sensibilizarão os mais novos para a dádiva de sangue. A título experimental poderá ser criado um sistema de incentivos que passe, por exemplo, pela oferta de bilhetes para espectáculos culturais;
- “Banco de voluntariado”, criação de um banco de voluntariado municipal que agregasse todo o tipo de voluntários, desde aqueles que se oferecessem para trabalho de apoio social, até àqueles que pretendessem ajudar a limpar determinadas zonas da cidade e a velar pelo bom estado do património municipal. Seria ainda a base para os voluntariados do CEJ 2012.

Participação Cívica
- “Casa do Associativismo”, neste espaço, que preferencialmente ocuparia um prédio devoluto devidamente recuperado, estariam concentradas todas as associações que assim o entendesse. Por um lado, aquelas que não possuem sede própria partilhariam um espaço, onde de forma rotativa, ou previamente agendada, possuiriam uma sala de reuniões e um espaço condigno para receber convidados e sócios e ainda para quaisquer eventos que pretendessem realizar. Ali poderiam ter a sua sede oficial, onde receberiam correspondência e seriam contactados. Além disso, também aqueles que desejassem constituir associações e obter apoio jurídico e consultoria variada teriam aí um espaço de eleição. Não ultrapassando o IPJ (Instituo Português da Juventude) que teria aí um papel fundamental na dinamização deste espaço;
- “Casa da Juventude”, em alternativa ou como incremento daquele primeiro projecto, a Casa da Juventude seria uma verdadeira Casa da Democracia. Aí poderiam os jovens ver dissipadas as muitas dúvidas que os assolam, desde questões sobre burocracias várias, até aconselhamento sobre carreiras profissionais e formativas. Num espaço que congregaria várias salas de apoio e auditórios de média e/ou pequena dimensão os jovens seriam convidados a exporem os seus trabalhos artísticos, a debaterem temáticas várias e a participarem em projectos pioneiros de “youth empowerment”. Serviria ainda como sede do futuro “Provedor do Jovem”.
- “Democracia Viva”, o projecto criado e celebrizado pela Associação Académica da Universidade do Minho, veria um novo formato torná-lo itinerante. Com a preciosa ajuda daquela associação levar-se-ia a discussão e esclarecimento político a todo o concelho, às escolas secundárias e criar-se-iam fóruns informais de debate político. Com o desenvolvimento de actividades como ciclos de cinema e conferências sobre a importância da participação cívica acreditamos ser possível despertar a veia cívica dos jovens com maior acuidade. Os agentes políticos concelhios, com especial destaque para as juventudes partidárias seriam chamadas a dar o seu contributo;
- “Empowerment- Tu decides”, em colaboração com o European Youth Forum, o Parlamento Europeu, o Parlamento Nacional, a Assembleia Municipal e a CMB, bem como com todas as juventudes partidárias, desenvolver-se-ão diversas iniciativas de esclarecimento e incitamento à participação política e cívica na sociedade, dando exemplos de objectivos e políticas concretas que partiram de reivindicações dos mais jovens;
- “Green is In”, destacando a dimensão ambiental da participação cívica este programa de sensibilização contaria com iniciativas várias como por exemplo pedipapers em zonas verdes promovidos pela autarquia em parceria com as escolas e associações juvenis. Criação de uma rede de ciclovias que cubra (pelo menos) a malha urbana da cidade. Com um aproveitamento nas margens do rio Este para elaboração desta mesma ciclovia em direcção ao futuro parque da cidade que deve incluir monte picoto, parque das camélias e parque da ponte.


E3
(Empreendedorismo/Economia/Emprego)
- “Start-up your engines”, Incentivo ao Empreendedorismo Jovem, com início já no próximo ano. Através de parcerias entre a autarquia, as Universidades do concelho, a AIMinho e as instituições de crédito promover projectos de start-ups de diversa índole e PME’s com ideias inovadoras – concurso semestral premiado com um montante fixo (fundo perdido);
- “@Braga”, programa de promoção do uso e democratização das novas tecnologias por parte dos jovens, implementação completa do BragaDigital, internet wireless em todo o casco urbano, ou, em alternativa, em todo o centro histórico, colaboração com a UM para a realização de simpósios, demonstrações e workshops variados;
- “Estágios Remunerados”, depois de um processo de selecção com critérios claros e objectivos serão escolhidos um número de candidatos para prestarem apoio ao projecto CEJ 2012. A única condição deverá ser a da idade (inferior a 35 anos).
- “Oficina de Empreendedorismo” na Zona dos Galos – Com a recuperação do conjunto patrimonial deste núcleo histórico e a instalação de um museu temático alusivo à actividade industrial que aí se desenvolveu celebrar-se-ia a herança de uma Braga industrial, marca, aliás, ainda hoje associada ao concelho. A ligação à juventude seria assegurada pela criação de uma oficina de empreendedorismo, centrada nos projectos de jovens empresários.
- “Viver Braga” - Programa de Arrendamento Jovem específico da CMB que facilite o arrendamento de fogos no centro da cidade, programa agressivo de combate aos prédios devolutos, criação de cooperativas de jovens (com o patrocínio de instituições bancárias e com a CMB como fiadora) que ocupem e recuperem esses prédios. Reabilitando as centenas de edifícios degradados colocar-se-á o investimento ao serviço do arrendamento a jovens. De uma assentada potenciar-se-ia a revitalização do centro histórico, que constituía a antiga cidade medieval, e abrir-se-ia a cidade ao meio universitário;

Projectos Vários
Sem uma clara marca definidora, estes projectos inserem-se, ainda assim, na filosofia da CEJ 2012. Um conjunto de actividades ambiciosas e abrangentes que pretendem dar a Braga um cunho muito próprio.
- “Se esta rua fosse minha...”, tens ideias para encher de vida a tua rua, então põe-nas em prática, um concerto de Rui Veloso na Rua Bernardo Sequeira, Um concurso de bandas de garagem na Praça António Losa? Um sintético em plena Avenida Central? Podes crer, apresenta a tua proposta e poderás ser contemplado com a materialização de um sonho. É este, no fundo, o convite que fazemos com esta iniciativa, queremos que os jovens tomem as rédeas da cidade e desfaçam os preconceitos de uma cidade (dita) conservadora;
- “Capital para Sempre”, consistirá num conjunto de projectos plurianuais com duração determinada que se possam repetir anualmente para lá da organização de 2012 e que sirvam para deixar bem vincada a herança de um evento que se pretende vir a redefinir a imagem do concelho;
- “Augustas Memorias do Futuro”, aproveitamento da herança histórica da cidade, reunião das várias colectividades – desportivas, culturais, científicas e sociais – do concelho em torno de uma marca comum que, do ponto de vista visual, mas principalmente do ponto de vista material se traduza no conciliar daquela herança com a identidade moderna da cidade – espalhar pelos clubes, monumentos e associações factos e exposições sobre a tradição romana da cidade – objectivo: colagem cada vez maior da marca “capital romana” a Braga. Viver Bracara Augusta hoje e perspectivar a sua ligação com o concelho no amanhã – ciclo de conferências. Criação da Carta de Compromisso Histórico, documento simbólico que “obrigue” os signatários (todos os jovens bracarenses) a respeitarem, preservarem e celebrarem a história (património material e imaterial) de Braga;
- “Rover Mundial”, sendo Braga a cidade berço do escotismo em Portugal, dever-se-ão estabelecer contactos com os scout’s para a realização de um encontro de caminheiros (jovens dos 17 aos 25 anos) de todo o mundo;
- “Conselho Consultivo da CEJ”, em colaboração com o European Youth Forum (EYF) criar-se-ia um órgão que agregue todas as cidades que tenham organizado a CEJ, que funcione, ao mesmo tempo, como conselho consultivo e auxiliar do EYF na organização das CEJ futuras monitorizando ainda o compromisso de todas as CEJ passadas com o ideário do “empoderamento” da juventude que preside à CEJ;
- “Comissão de Acompanhamento do Objectivo Capital para Sempre”, Dever-se-á constituir uma comissão de acompanhamento no seio da vereação da juventude que monitorize aquele compromisso no concelho (eventualmente indicado pelo Conselho Municipal da Juventude);
- “Representante da Juventude para as Freguesias”, que deverá auxiliar todas as juntas do concelho a cumprirem os objectivos da CEJ 2012 e que garanta a inclusão, em condições de igualdade, de todas as freguesias do concelho na organização. Sob tutela do vereador da Juventude;
- “Provedor do Jovem”, criação desta provedoria que prestaria apoio aos jovens bracarenses em diversos domínios, desde o acesso aos serviços públicos até à orientação profissional, um verdadeiro auxiliar dos jovens junto da administração municipal;
- “62 Bits” - 62 razões para amar Braga, promoção das freguesias, das suas tradições e especificidades, actividades itinerantes. Alargamento do âmbito da feira das freguesias, realização de torneios de jogos tradicionais e desportos interfreguesias com aproveitamento da Avenida Central para principais eventos. Deverão as freguesias pugnar pelo envolvimento de jovens autóctones na prossecução das actividades supradescritas;
- “Na minha freguesia cabe a cidade” - programa itinerante da CEJ 2012 que levará a todo o concelho as iniciativas que puderem ser adaptadas às realidades de cada freguesia: concertos, exposições, workshops variados;
- “Green Card” - Cartão dos TUB/TUG que permita a utilização dos transportes Urbanos durante o dia e o serviço de táxis a um preço reduzido à noite (CMB custearia, após negociação com Empresas de Táxis, a diferença entre o custo real e o preço pago pelo utente, assim se colmatando a falta de transportes públicos à noite); Em alternativa propõe-se que a CMB estude a possibilidade de alargamento dos horários de parte dos circuitos dos TUB para a noite. Daria ainda acesso ao transporte entre Braga e Guimarães, sendo o cenário ideal aquele que garantisse o transporte para todo o distrito e, de comboio, de e para o Porto;
- “Festa da Juventude”, Grande Festival de Música e Artes Performativas centrado na Av. Central, mas com ramificações por toda a cidade, uma semana em festa durante o Verão de 2012, com artistas jovens e menos jovens, desconhecidos e de renome nacional e internacional;

Comunicação
Hoje em dia um evento vive tanto da qualidade do seu programa como da capacidade de promoção e divulgação daquele. Para que a “Braga CEJ 2012” seja um rotundo sucesso, como desejamos, é imperioso apostar numa boa campanha de marketing que, entre outros, não deverá descurar os seguintes aspectos:
- “Balcão de Promoção no Aeroporto Sá Carneiro” – numa lógica de polarização de públicos, deve ainda a CEJ 2012 ser divulgada pelos postos de turismo da região norte (e de todo o país), bem como da Galiza, região onde o apetite por Portugal é conhecido;
- “YRadio”, Programas diários de rádio (5 minutos por dia) com actualizações quotidianas. Deverá ainda produzir-se um programa semanal (30 minutos com uma figura de destaque regional e/ou nacional como convidado, com painel de convidados residente do associativismo juvenil (poderá ser rotativo) para discussão da semana de actividades da CEJ 2012 e das matérias relativas à juventude. Condução do programa será da responsabilidade dos estudantes do curso de comunicação social da UM;
- “Ynews”, jornal gratuito com todas as notícias da CEJ 2012, com a projecção da semana seguinte e com colunas de opinião para participações pontuais de qualquer jovem e regulares das associações juvenis;
- “YTv”, canal televisivo na internet, alojado na página oficial do evento que permita a jovens estudantes de comunicação social participar num primeiro projecto deste tipo. Estará também aberto à participação de alunos das escolas secundárias, tendo programas de várias temáticas, sempre com a CEJ 2012 como pano de fundo;
- “Roteiro Braga CEJ 2012”, roteiro gratuito das actividades da Capital Europeia da Juventude, distribuído em locais seleccionados (postos de turismo, salas de espectáculos, entre outras);
- “BluetoothYou”, disseminação de mensagens bluetooth no centro da cidade com alertas para actividades da CEJ 2012 que estejam na iminência de acontecer, distribuição sorteada de entradas gratuitas em espectáculos.

Com este conjunto não exaustivo de propostas pensamos dar um contributo válido, embora modesto, para que o êxito da “Braga CEJ 2012” seja uma realidade. Esperamos que seja essa a perspectiva dos decisores políticos e que, numa lógica de cooperação, possamos ajudar à implementação de todas as boas ideias que surjam.
Estamos, como sempre, à disposição da Câmara Municipal para criar “um antes e um depois” nesta meritória iniciativa do Fórum Europeu da Juventude.

P’la Coligação JPB, P’la JSD, P’la JP,

Ricardo Rio João Marques Francisco Mota[/color]
JoãoMarquesJSDBraga
Leigo
 
Mensagens: 1
Registado: quinta mar 03, 2011 7:34 pm

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor Duarte » quinta mar 03, 2011 10:16 pm

Muito obrigado pela partilha "JoãoMarquesJSDBraga", essas propostas também estão muito boas.

Aproveito para informar a todos que já recebemos resposta do Pelouro da Juventude acerca do mail de sugestões enviado, agradeceram o contributo e foi demonstrada abertura para colaborações da nossa parte no âmbito da CEJ :)
Já agora, um agradecimento público pela resposta, é sempre bom saber que fomos "ouvidos" depois deste trabalho e que existe uma certa abertura para este tipo de cooperação :)
|Days of War|
Avatar do Utilizador
Duarte
Administrador
 
Mensagens: 5081
Registado: quinta mai 21, 2009 9:51 pm
Localização: Braga

Re: Braga CEJ 2012 - Ideias

Mensagempor pnfernandes » sexta mar 04, 2011 8:54 am

Grandes ideias as apresentadas pelo "JoãoMarquesJSDBraga". Se a essas forem juntas as que nós próprios apresentamos, mais as que a organização do evento certamente terá, penso que começa a haver uma possibilidade de fazermos uma boa "capital", haja orçamento para tal.

De louvar o espírito de abertura por parte da organização. Espero que assim se mantenha, para todos aqueles que apresentem ideias.
pnfernandes
Arcebispo
 
Mensagens: 363
Registado: segunda abr 13, 2009 3:20 pm

AnteriorPróximo

Voltar para Educação e Cidadania

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante