Bracarae - O fórum de Braga! • Ver Tópico - Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante  

Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » segunda jun 04, 2012 11:29 pm

Escavações Arqueológicas, Regenerar Braga (RB) - Largo Carlos Amarante

A 21 de fevereiro, era escrito o seguinte no Correio do Minho, no âmbito do inicio da requalificação do Largo da Senhora-a-Branca:
Durante as obras no Largo da Senhora-a-Branca, haverá acompanhamento arqueológico, a exemplo do que tem acontecido com as outras intervenções de regeneração urbana que decorrem no centro da cidade, asseguram os serviços técnicos da câmara de Braga.


A 15 e a 16 de março, Mesquita Machado dava as seguintes entrevistas à Radio Universitária do Minho e ao Correio do Minho, aquando das escavações na Rua de São Vicente e Largo das Hortas.
O autarca coloca, para já, de lado, a hipótese de alterar os projetos de regeneração do centro histórico devido aos achados arqueológicos, recusando avançar com “cenários virtuais”, uma vez que as escavações estão a ser feitas, portanto "só haverá ponderação, se o gabinete de arqueologia assim o entender". Declarações que ganham “corpo”, numa outra afirmação de Mesquita Machado - diz o autarca que “nem todos os calhaus são musealizáveis”. Para o autarca "o interesse é maior do ponto de vista de apontamento científico e histórico".

Sobre os achados arqueológicos trazidos à luz do dia no decurso das obras na Rua de São Vicente e no Campo das Hortas, Mesquita Machado admitiu que “já era previsível” esta descoberta, porque é naquelas zonas que passam os aquedutos das Sete Fontes. “São condutas medievais, da época em que foram construídas as habitações naquelas ruas, mas que já nem serão as originais porque terão sido alteradas”, explicou, sublinhando que todas as obras públicas são acompanhadas pelo Gabinete de Arqueologia da câmara. “O Município de Braga não recebe lições de património de ninguém”, frisou o presidente, garantindo que as escavações arqueológicas estão a decorrer como devem ser feitas”.



"Contudo, na requalificação da Rua de São Vicente, mais um valioso tramo da história de Braga foi posto a descoberto, um ramal de canalizações que ligava a Caixa de Água existente no adro da igreja de S. Vicente ao Chafariz existente na Praça Alexandre Herculano (Largo dos Penedos) e daí, seguramente com derivação para o Fontanário Público da Cárcova, existente no Largo de S. Francisco, num dos extremos da Arcada." Como pode ler-se aqui na JovemCoop.
No Largo da Senhora-a-Branca várias sepulturas foram encontradas, nas proximidades do Palácio do Raio foram colocadas condutas de grandes dimensões e nada foi relatado, no Campo das Hortas o mesmo.

Mais recentemente no Largo Carlos Amarante várias estruturas foram colocadas a descoberto e assim estiveram durante este fim de semana, como se pode ver na imagem.
Imagem

Contudo estas estruturas já foram enterradas pelo que se desconhece o tempo de estudo que mereceram, mas um pouco ao lado nova escavação e nova exposição de várias estruturas.
Imagem

No Largo Carlos Amarante está enterrado espólio de grande valor, já na proximidade das muralhas da cidade Romana. Foram já postos a descoberto os alicerces da Igreja e Convento dos Remédios, entre outras estruturas, pela forma como os achados arqueológicos têm sido tratados, pela ausência de relatórios por parte do Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Braga, e pela vontade em colocar rapidamente condutas de grande dimensão no subsolo do Largo Carlos Amarante, toda a atenção será pouca.

Como coloquei no blogue, nos tempos que correm é dever da Câmara Municipal de Braga e respetivo Gabinete de Arqueologia, publicar os relatórios dos trabalhos arqueológicos realizados, tal como a Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho fez nas escavações realizadas na Avenida da Liberdade e no Quarteirão dos CTT.

Como podemos constatar para este executivo camarário poucos "calhaus" são musealizáveis. Estranho como em zonas pedonais não se arranjem no mínimo soluções idênticas às que foram instaladas no estabelecimento das Frigideiras do Cantinho.

O Património não se inventa, protege-se e valoriza-se.
Já a construção e a instalação de infraestruturas sem qualquer valor patrimonial podem ser planeadas não colidindo com o património existente, a postura da CMB ao longo dos últimos anos tem condenado valioso património da nossa cidade. Até quando?
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » segunda jun 04, 2012 11:34 pm

“JovemCoop” propõe preservação de antigo aqueduto na nova Praça Carlos Amarante
Braga | 4 de Junho de 2012
A Associação de defesa do património e da natureza “JovemCoop” acaba de defender a salvaguarda de um antigo aqueduto, que foi posto a descoberto durante as obras e regeneração urbana e que está a ser estudado pela equipa de arqueologia da Universidade do Minho, no Largo Carlos Amarante (Santa Cruz). Saudando o trabalho prévio da equipa de arqueólogos, a associação liderada pelo também arqueólogo Ricardo Silva teme que o fim desta antiga conduta «seja mais trágico», pois está prevista a instalação de uma conduta de betão naquele local, pelo que defende «a sua preservação» e «a referenciação do achado nas lages de granito» do futuro pavimento, para que se mantenha a memória da história escondida no subsolo bracarense.

http://www.diariodominho.pt/conteudos/46160

Imagem

Imagem

Imagem

Braga tem assistido a uma verdadeira operação de cosmética. Ao abrigo do Programa "A Regenerar Braga", muitas têm sido as praças intervencionadas, dando uma nova configuração a esses locais.

Tal como tivemos oportunidade de abordar aqui, aqui, aqui e aqui nem sempre estas intervenções tiveram o início adequado, nem tão pouco os acompanhamentos específicos.

Muito se falou da necrópole tardo-romana da Senhora-a-Branca e ainda se fala do Aqueduto das Sete Fontes (desactivado) da Rua de S. Vicente e do seu aproveitamento em 1937 para fazer passar a tubagem de ferro, que agora foi substituída. Apesar da condução de água ser feita no tubo de ferro, este assentava numa galeria composta pelas pedras do aqueduto da água das Sete Fontes e que se ligava ao Chafariz do Largo dos Penedos.

Agora, no Largo Carlos Amarante (em frente ao Shopping de Santa Cruz e entre as Igrejas de S. Marcos (Hospital) e Santa Cruz, está em curso a renovação da Praça e consequentes trabalhos arqueológicos. Estes, bem diferentes dos casos da Senhora-a-Branca, Rua S.Vicente e Rua Andrade Corvo (Campo das Hortas), precederam as obras e já deram frutos.

A equipa de arqueologia da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho colocou a descoberto um antigo aqueduto em pedra, de grandes dimensões, que parece acompanhar transversalmente toda a Praça, provavelmente seguindo a orientação do antigo Convento dos Remédios.

E eis que na hora da verdade - SABER O QUE FAZER AOS ACHADOS ARQUEOLÓGICOS - dizia-nos um funcionário da empresa de construção que o aqueduto será destruído para ali se colocarem manilhas de betão.

Ora, se em S. Vicente houve meramente um acompanhamento arqueológico e medidas mínimas de impacto, que resultaram na manutenção da galeria, ainda que coberta com manta geotêxtil e preenhcida com gravilha, no Largo Carlos Amarante, onde se louva a prestação prévia da equipa de arqueologia, parece que o fim será mais trágico.

Não haverá possibilidade de manter o aqueduto, mesmo que enterrado? Não se poderá adoptar uma solução como na Rua de S. Vicente? E se o aqueduto ficar tapado, não poderia ser desenhado nas lajes de granito que farão de pavimento o esquema do aqueduto e o seu traçado?

Em Braga, no Largo de S. Paulo, as guias de granito ficaram a perpetuar a memória das divisões de edifícios romanos. Aqui pede-se que se seja mais ousado e se desenhe no pavimento o traçado e os tampos do aqueduto, para que as pessoas associem e se saibam reconhecer os seus sítios de interesse histórico. Afinal, a UAUM tem os registos gráficos efectuados pela sua equipa de campo e que poderão servir para reconstituir a memória da conduta. É, no mínimo, uma solução barata e eficaz para assegurar a preservação da memória, porque nós temos ideias de como ajudar a valorizar o património.

Faremos seguir missiva com esta ideia para a CMB.

http://jovemcoop.blogspot.pt/2012/06/re ... r-aos.html
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » segunda jun 04, 2012 11:40 pm

noddy Escreveu:Por acaso passei no Largo Carlos Amarante e no que respeita á sondagem realizada não me parece ter sido detectado qualquer estrutura de interesse arqueologico. No foto em baixo é uma simples conduta de águas do periodo moderno/comtemporaneo... com interesse cientifico mas desprovida de interesse patrimonial... são condutas banalissimas (algumas ainda em uso) que devem ser catografadas estudadas e registadas para memoria futura mas desprovidas de elevado valor patrimonial.



Afinal em relação à minha última imagem, a Jovemcoop fala em "A equipa de arqueologia da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho colocou a descoberto um antigo aqueduto em pedra, de grandes dimensões, que parece acompanhar transversalmente toda a Praça, provavelmente seguindo a orientação do antigo Convento dos Remédios.", e perante a eminente destruição da mesma propõem a reprodução do traçado da mesma no pavimento do futuro largo.
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » sexta jun 08, 2012 11:58 pm

Como a poeira e o alarido estava a incomodar... resolveram vedar a obra, e parece que andam a tentar impedir que as pessoas fotografem o local!!


Imagem


O que será que se preparam para fazer, se às primeiras escavações e relatos de destruição do aqueduto que ligava o Convento dos Remédios às Sete Fontes, resolveram vedar o local!?
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » sábado jun 09, 2012 3:01 pm

A ASPA tomou uma posição sobre o assunto:


http://aspa35anos.blogspot.pt/2012/06/l ... besse.html


ASPA acusa “Regenerar Braga” de destruir história da cidade
Braga | 7 de Junho de 2012
A associação de defesa do património ASPA acaba de tomar posição sobre a mais recente destruição de um aqueduto no Largo Carlos Amarante (Santa Cruz), considerando «impensável» que a cidade «aniquile bens valorizáveis em circuitos turísticos», perdendo «potenciais recursos para o desenvolvimento sustentável» do centro histórico.
http://4.bp.blogspot.com/-Fme3B0zHVkc/T ... 120608.jpg

http://www.diariodominho.pt/conteudos/46197


No blogue da ASPA pode ler-se:
LARGO CARLOS AMARANTE - se Braga soubesse valorizar o património...
Braga deixou destruir mais um recurso do passado, muito provavelmente uma conduta da Idade Moderna ou do séc. XIX. Tudo isto nas proximidades do local onde existiu o Convento dos Remédios, de que se descobriram alicerces de seguida entulhados!
Por que motivo não foram realizados estudos arqueológicos nas praças e ruas onde se previa existirem vestígios do passado e só depois elaborados os projetos de superfície integrando esses vestígios como polo de atração turística?
Por que motivo não foi amplamente divulgado cada projecto e aberto à participação pública?
Preservar e valorizar os achados, assumindo-os como importantes para o desenvolvimento sustentável do Centro Histórico, não seria a melhor solução para o Largo Carlos Amarante?
Criar uma ciclovia junto à conduta não seria mais um atractivo interessante para o Largo?
Imagem
26 de Maio - já destruído!

Imagem
4 de Junho - manhã (condutas)

Imagem
4 de Junho - tarde (conduta anterior já destruída)

Imagem
4 de Junho - mais um troço da conduta

Imagem
4 de Junho - outro troço da conduta

Imagem
6 de Junho - a colocação do saneamento avança...


Imagem
6 de Junho - se os tubos de saneamento fossem colocados um pouco para a esquerda, conciliava-se património e obras saneamento

http://aspa35anos.blogspot.pt/2012/06/l ... besse.html
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor Meireles88 » domingo jun 10, 2012 1:06 am

Concordo! Cicolvia com a conduta a ver-se! Vamos lançar um movimento para isso!
http://www.mariomeireles.net

www.aasdsv.com -> Associação dos Amigos de São Domingos/São Vítor
Avatar do Utilizador
Meireles88
Administrador
 
Mensagens: 3099
Registado: quarta set 10, 2008 12:10 am

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor Mr Strangelet » domingo jun 10, 2012 9:54 pm

"Ninguém dá lições sobre património à CMBraga."

Tem toda a razão, com estas imagens nota-se perfeitamente que a CMB devia ter tido algumas lições sobre partimónio.
Mr Strangelet
Cardeal
 
Mensagens: 5367
Registado: segunda fev 18, 2008 7:18 pm
Localização: Minho

Re: Escavações Arqueológicas (RB) - Largo Carlos Amarante

Mensagempor karlussantus » segunda jun 11, 2012 12:14 am

Mr Strangelet Escreveu:"Ninguém dá lições sobre património à CMBraga."

Tem toda a razão, com estas imagens nota-se perfeitamente que a CMB devia ter tido algumas lições sobre partimónio.


Para aprender é preciso querer, e depois de se querer é preciso ter inteligência para tal.
Imagem
karlussantus
Administrador
 
Mensagens: 3632
Registado: quarta fev 20, 2008 6:41 am
Localização: Braga


Voltar para Escavações Arqueológicas no âmbito do Regenerar Braga

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante